2014/12/04

Google "elimina" os reCAPTCHA para os utilizadores humanos


Os CAPTCHA podem ser bem intencionados, mas ultimamente chegaram a um ponto em que por vezes se tornam incrivelmente frustrantes de resolver. Agora, com o "reCAPTCHA no CAPTCHA", o Google quer tornar a vida mais simples para os humanos, permitindo uma validação com apenas um toque (na maioria das vezes).

Os CAPTCHA são os testes que se destinam a confirmar que é mesmo uma pessoa que está a realizar determinada operação, e não um sistema automatizado que dele procura abusar, e o reCAPTCHA do Google tornou-se popular por, ao mesmo tempo, ser usado para decifrar digitalizações de textos que não eram reconhecidas.

Só que esses textos foram sendo resolvidos, ampliados para descodificar endereços do Street View, e a evolução tecnológica também fez com que actualmente, as máquinas conseguissem igualmente superar o reCAPTCHA. Agora, o Google cumpre com o que prometeu no ano passado: de simplificar o reCAPTCHA para os humanos.



Este novo "no CAPTCHA reCAPTCHA" é um novo método que usa inúmeras variáveis sobre o comportamento do utilizador para determinar se é uma pessoa ou não: o resultado prático é que, na maioria dos casos, em vez de terem que decifrar palavras complicadas, bastará clicar num simples check-box a dizer que "não são um robot".

Como é que isso é possível? Um utilizador humano irá fazer mexer o rato ao longo do formulário, preencher valores, etc. Um sistema automático terá por objectivo fazer a coisa o mais rapidamente possível, possivelmente preenchendo campos a velocidades humanamente impossíveis, ou fazer outras coisas "não-naturais". Nos casos em que ainda houver dúvidas, o sistema poderá apresentar perguntas adicionais, como a habitual descodificação de textos, ou a selecção de imagens idênticas à que for apresentada.


... Vamos esperar que a nossa actividade normal seja suficiente para que baste marcar o check-box inicial! :)

2 comentários:

  1. Parece que o meu comentário de ontem te abriu o apetite para uma pesquisa e a criação de um novo artigo :)
    Eu conheci esse sistema à cerca de 1 semana e por ventura já o implementei, daí ter mencionado que talvez pudesses recorrer a um captcha para contornar o problema da escolha dos livros. Sem dúvida muito mais simplificado, e sem a necessidade de por vezes nos termos que tornar num verdadeiro Mestre Alves para tentar adivinhar algumas palavras! eheh

    ResponderEliminar
  2. Usei esse só de carregar na caixa no Humble Bundle há umas semanas. Foi a primeira vez que o vi.

    ResponderEliminar

[pub]