2014/12/23

YouTube em guerra aberta com os copyrights musicais


O Google parece começar a estar farto de fazer os possíveis e os impossíveis para lidar com os detentores dos direitos de autor, e agora parece achar que já basta... recusando-se a remover os vídeos que contenham qualquer uma de mais de 20 mil músicas geridas por um novo grupo chamado Global Music Rights.

Este grupo, criado por um dos peso-pesados da indústria, gere os direitos sobre mais de 20 mil músicas, incluindo músicas dos The Eagles, John Lennon, Smokey Robinson, Gershwin, entre outros - e quer que o Google as remova do YouTube. O Google não tem acatado este pedido, e para tornar as coisas mais complicadas, também se tem recusado a fornecer documentação que comprove que tem o direito sobre estas músicas (devido aos muitos acordos que tem feito ao longo dos anos, e que poderão igualmente contemplar muitas destas músicas antes de terem passado a ser geridas por este novo grupo.)

O Google diz que já disponibiliza as ferramentas no YouTube para que os detentores dos direitos possam pesquisar e pedir a remoção das músicas, e que deverá ser esse o processo a seguir. Do lado do Global Music Rights, dizem que isso seria uma tarefa muito demorada, considerando a quantidade de músicas e possivelmente os milhões de vídeos que seriam afectados por esta remoção - e que o Google tem as ferramentas para o fazer de modo automático, mas que não as disponibiliza.

... Não seria tão mais simples que nesta era digital de alta-velocidade, os direitos de autor também fossem ajustados, passando para algo como 5 ou 10 anos; em vez de continuarem a ser perpetuados por mais e mais tempo, como muitos se esforçam por fazer? Imagine-se só... todos os conteúdos com mais de uma década ficariam automaticamente disponíveis para tudo e todos, cortando pela raiz todo o tipo de problemas como estes que aqui estão a ser gerados. (Não que não continuassem a haver chatices com os conteúdos mais recentes... :)

2 comentários:

  1. Relativamente a este assunto, aconselho vivamente o livro do Cory Doctorow "Information doesn't want to be free" (Amazon)

    ResponderEliminar
  2. Por acaso recentemente filmei o meu miudo (de 5 anos) a representar numas peças de da festa de Natal da escola e estava umas musicas de fundo que quando quiz partilhar os videos no youtube assim que fiz o upload apareceu logo uns avisos a dizer que tinha lá no minuti tal e tal as musicas cujos direitos pertenciam a não sei quem e não sei quem mais.... aquilo eram bocados das musicas cantadas e com vozes por cima mas mesmo assim podia dar chatices e acabei por não publicar via youtube... mais uma parvoice dos "autores" além de já pagarmos taxas no armazenamento...

    ResponderEliminar

[pub]