2015/04/30

Análise Huawei Ascend Mate 7

Lançado em Outubro do ano passado, o Ascend Mate 7 foi uma das apostas de final de ano da Huawei e recentemente tivemos oportunidade de o experimentar durante alguns dias. Passo a palavra ao nosso incansável Nuno Barros. 


O Huawei Ascend Mate 7

O Ascend Mate 7 apresenta características bastante interessantes, como um processador octa-core Kirin 925 (que combina quatro núcleos Cortex-A15 a 1,8GHz com quatro núcleos Cortex-A7 a 1,3GHz), processador gráfico Mali-T628, 2 GB de RAM, armazenamento interno de 16GB (expansível através de cartão microSD) e um leitor de impressões digitais na tampa traseira (logo abaixo da câmara). O Mate 7 pesa 185 gramas, que poderá parecer muito, mas tendo em consideração o tamanho do dispositivo acaba por estar dentro do aceitável. Finalmente, destaque para o facto do Mate 7 incorporar rádio FM.


Com um design atractivo, onde se destaca a harmonia entre as linhas curvas e a tampa traseira em metal, a qualidade de construção é bem notória, dando a sensação de termos na mão um equipamento robusto e resistente.


Ao abrir a caixa onde vem embalado o Mate 7, destaca-se de imediato o enorme ecrã de 6", que apresenta uma moldura bastante fina (principalmente nas laterais). A resolução full HD (1920x1080) é mais do que suficiente para este ecrã, que apresenta uma excelente qualidade de imagem e se comporta lindamente, mesmo sob luz intensa do sol.


O leitor de impressões digitais funciona de forma irrepreensível e está colocado numa zona "fora do comum" (outras marcas optam por colocá-lo no botão home), mas que torna a sua utilização bastante prática e fácil. O facto de se poder registar mais do que uma impressão digital permite que este sistema de segurança possa ser utilizado por vários utilizadores.
No campo teórico, seria interessante a implementação de um sistema que, conforme a impressão digital utilizada para fazer a autenticação, abrisse o perfil específico de cada utilizador, mas isto já não depende apenas da Huawei - quem sabe se numa próxima versão do Android não será possível ;-)

A câmara

O Ascend Mate 7 vem equipado com câmaras traseira de 13MP e frontal de 5MP, com autofocus, flash LED, geo-tagging, detecção de face, HDR e gravação de vídeo full HD a 30 fps.




Como podem verificar através dos exemplos, a câmara deste Huawei porta-se à altura do que é expectável de uma câmara de um dispositivo móvel, não comprometendo nos casos normais de utilização quotidiana.



Existe a possibilidade de adicionar efeitos às fotos captadas pelo Mate 7, como filtros ou "legendas" que podem ter desde o local onde a foto é tirada até ao estado do tempo ou a data. Enfim, um pouco ao estilo que é feito quando se utilizam algumas apps de fotografia, mas aqui sem a necessidade de recorrer a apps de terceiros (mais exemplos no final do artigo).


Em funcionamento

O Ascend Mate 7 vem com Android 4.4.2 alterado com o Emotion UI, neste caso a versão 3.0. Para quem está habituado a uma experiência Android "normal" (ou quase pura), a utilização do Emotion UI 3.0 pode parecer complicada, especialmente pelo facto de não existir um "application drawer", ou seja, todas as apps instaladas ficam disponíveis nos ecrãs do ambiente de trabalho (o que é facilmente ultrapassável através da criação de pastas). Apesar de ter estranhado este UI, deve confessar que a sua utilização é simples e prática.
A barra de notificações está dividida em dois separadores, um para as notificações propriamente ditas e outro para os inúmeros atalhos que podem ser configurados à vontade de cada utilizador.
Existem diversos temas disponíveis neste Emotion UI 3.0, todos eles com elementos gráficos de grande qualidade.


Quanto a software pré-instalado, o Mate 7 vem com apps como o Polaris Office 4.0, Todoist, Bitcasa e diversos jogos (apenas em versão demo).


Para além de se comportar bastante bem numa utilização normal, o Mate 7 também consegue obter bons resultados nos testes de benchmark (apesar de sabermos que estes resultados podem ser facilmente manipulados pelos fabricantes).


Impressões finais

O Huawei Ascend Mate 7 pode "assustar" algumas pessoas pelo facto de ser um smartphone enorme, devido ao seu ecrã de 6", mas ao fim de alguns dias, pelo menos no meu caso, já estava perfeitamente adaptado ao seu tamanho. Na verdade, depois "estranhei" regressar às 5,5" do OnePlus One ;-)

Abaixo podem ver uma comparação entre os tamanhos do Samsung Galaxy S3, OnePlus One e Huawei Ascend Mate 7 onde é possível ver do que falo quando digo que o seu tamanho pode "assustar" ;-)
Samsung Galaxy S3 (4,8") / OnePlus One (5,5") / Huawei Ascend Mate 7 (6")
O Mate 7 acaba por ser um dispositivo bastante interessante, que já pode ser adquirido por cerca de €400, o que não deixa de ser um valor interessante para as características deste equipamento, mesmo apesar de ser um modelo com cerca de meio ano no mercado, portanto sai daqui com um merecido:

Huawei Ascend Mate 7


Prós
  • bateria de 4.000 mAh
  • qualidade do ecrã
  • qualidade de construção

Contras
  • sem garantia de upgrade para Lollipop (afinal já está confirmado, para "breve")

Galeria de imagens







1 comentário:

  1. Boa analise o que mais me irrita é mesmo a skin do android nao sou muito adepto...só mesmo com um launcher como o GEL ou Nova Launcher :D

    Muito por onde escolher pouco para gastar!

    ResponderEliminar

[pub]