2018/01/18

Próximo iOS virá com opção para não abrandar iPhones com baterias antigas


A resolução da polémica dos iPhones mais lentos por conta das baterias mais usadas está prometida para o próximo mês, com a chegada de uma actualização do iOS que permitirá desactivar essa "funcionalidade".

Depois dos relatos que diziam que o fenómeno dos iPhones lentos era apenas "impressão" dos utilizadores, os relatos e dados lá se foram acumulando ao ponto de serem impossíveis de negar e da Apple vir admitir que realmente desacelera os iPhones à medida que as suas baterias vão envelhecendo. Solução que a Apple implementou para evitar os shutdowns instantâneos que ocorriam nos casos em que as baterias já não tinham capacidade de fornecer a energia necessária em situações de pico... mas nunca tendo informado os utilizadores do que se estava a passar.

A Apple já lançou um programa de troca de baterias a preço "reduzido" (de $29) nos EUA para tentar apaziguar os clientes (sendo que neste momento se preparam dezenas de processos contra a marca) e Tim Cook prometeu que no início deste ano iriam ser feitas alterações para promover a transparência - pois neste momento a Apple nem permite aos utilizadores verem o estado das suas baterias (dados que existem internamente, já que são usados para activar este modo de desempenho reduzido).

É isso que irá chegar já na próxima actualização do iOS, que permitirá visualizar o estado de saúde da bateria e também desactivar o modo de abrandamento do iPhone - uma opção que tem sido pedida pelos utilizadores mas que se arrisca a ser problemática. No melhor caso, os utilizadores desactivarão esta opção e descobrirão que o seu iPhone continua a funcionar normalmente e que a Apple estava a ser demasiado agressiva na redução do desempenho; no pior caso, voltaremos a ter iPhones que se podem desligar a qualquer momento - como estava a acontecer com alguns iPhones e que deu origem a esta "solução" da Apple.

Se a quantidade destes últimos for significativa (e suspeito que seja, senão a Apple nunca se teria preocupado em implementar isto) os utilizadores continuarão na mesma - e a Apple continuará a ter que explicar porque motivo está a usar baterias que não permitem utilizar um iPhone na sua totalidade, como seria suposto, ao fim de pouco mais de um ano de uso (ou até antes).

Esta alteração deverá chegar ao iOS beta já no próximo mês, e chegar ao público algumas semanas mais tarde.

6 comentários:

  1. Simplesmente inacreditável , colocam baterias quem nem chegam aos 2000 mah e nem os 500 ciclos que a marca indica são cumpridos, é assim que esta empresa com tácticas lesivas para os utilizadores colocando hardware que muitas das vezes está mais que ultrapassado ganha milhões .

    ResponderEliminar
  2. se no proximo IOS vai ter essa opçao é errado e faz com que o utilizador tenha que fazer mais uma vez a actualizaçao do IOS e tornar-se novamente um equipamento lento !
    Deveria ser éra na proxima actualizaçao para 11.2...

    ResponderEliminar
  3. Ora até que enfim!
    Lá ficaremos a saber se o modo "ultra slow" do iPhone SE do Carlos Martins se deve ou não à anterior atualização do iOS para evitar picos de tensão :)

    Vai ser engraçado tentar perceber nos comentários qual é a proporção dos que dizem: "Liguei e desliguei o evitar picos de tensão e não notei diferença nenhuma" . E, nos que tinham baterias em fracas condições, quais é que "crashavam" e "que crashavam e deixaram de crashar".

    Não há dúvida que a Apple devia ter implementado esta opção desde início e explicá-la. Não explicou e sujeitou-se a uma grande confusão. Mas, a contar a história criou-se muito "bicho de 7 cabeças".

    ResponderEliminar
  4. "... quem gosta de software tem que criar o seu hardware..." Pois, tá bem abelha! Tiro atrás de tiro. Só tenho pena que não esteja a acontecer às suas acções o mesmo que às cripto-moedas, podia ser que aprendessem... mas duvido, basta ver a entrevista que o Tim deu esta semana... aquele sorriso, aqueles dentes todos a mentirem... enfim... (2:50m) https://abcnews.go.com/video/embed?id=52418916

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enfim ...
      O que a Apple diz quanto ao limitador de picos de tensão é que se destinou a evitar que o iPhone com baterias usadas desligasse inesperadamente.
      Aos 2:50 Tim Cook dá exemplos: evitar que a meio de uma chamada o smartphone desligue ou durante uma gravação de vídeo.
      Está a mentir porquê?

      Eliminar

[pub]