2017/12/21

Apple confessa abrandar iPhones com baterias velhas


Como seria de esperar, perante as provas e o volume crescente de utilizadores indignados com a velocidade dos seus iPhones, a Apple lá veio admitir que efectivamente reduz a velocidade dos iPhones... mas dizendo que o faz com boas intenções.

Depois de ter ignorado os relatos que se iam amontoando nos forums, de utilizadores que tentavam perceber porque motivos os seus iPhones já não funcionavam com a velocidade que era suposto, a Apple veio finalmente revelar publicamente aquilo que já se sabia - mas que muitos fãs da marca se recusavam a reconhecer: de que efectivamente reduz a frequência de funcionamento dos iPhones com baterias mais usadas.

Só que em vez de admitir um problema com as baterias, a Apple opta por uma perspectiva mais paternalista, dizendo que esta limitação da velocidade é feita para garantir a melhor experiência para os utilizadores, e que isto se deve ao facto das baterias mais velhas não serem capazes de fornecer a energia necessária em determinadas situações: como quando está tempo frio, ou com nível de carga reduzido, ou simplesmente devido à sua própria idade - situações que poderiam resultar num shutdown do iPhone por falta de energia.

A Apple comprova também que isto começou a ser feito o ano passado nos iPhones 6, 6S e SE; e que este ano isso também foi aplicado ao iPhone 7 com o iOS 11.2 (como bem sabemos) e referindo que irá continuar a aplicar este sistema a outros modelos no futuro (ou seja, iPhone 8 e iPhone X poderão esperar igual tratamento no próximo ano).


Embora utilize iPhones desde que chegaram a Portugal (iPhone 3G) e tendo passado por todas as fases do famoso "reality distortion field" da marca, confesso que desta vez fico mesmo de queixo caído ao ver a Apple a revelar publicamente o seu plano de "obsolescência programada" e a fazê-lo com a justificação de que está apenas a "garantir a melhor experiência para os utilizadores"!




Note-se que nem sequer há referência, recomendação ou indicação de que os utilizadores são convidados a trocar de bateria por uma nova, para que os seus iPhones recuperem o desempenho que seria esperado (o que talvez fosse simpático, nem que fosse apenas para todos os utilizadores cujos iPhones com desempenho degradado ainda se encontra dentro do período de garantia) - e que, para uma empresa tão preocupada com a boa experiência dos utilizadores, não parece preocupar-se com disponibilizar-lhes qualquer indicação sobre o que se está a passar com o seu iPhone, a não ser deixá-los com a frustrante impressão (que não é impressão) de que os seus iPhones estão mais lentos... e que só iriam comprovar quando chegasse ao ponto de estar MESMO muito lento (como vimos nos gráficos de desempenho, pode baixar até aos 40% do que seria suposto ter).


É certo que não queremos iPhones a fazer shutdowns inesperados, nem tão pouco smartphones com baterias a explodir; mas não deixa de ser estranho que todos os smartphones de todos os outros fabricantes não tenham qualquer problema em manter o desempenho idêntico ao original passados dois, três ou mais anos, com baterias velhas e gastas; e nos iPhones isso não seja possível... excepto nos iPhones 5S e anteriores, onde aí as baterias velhas parecem não fazer diferença. Mesmo dando o benefício da dúvida de que os modelos mais recentes são mais exigentes a nível energético, o mesmo se aplicará a qualquer outro smartphone topo de gama de outros fabricantes lançado na mesma altura - e se pegarmos nesses modelos, também com as baterias desgastadas... não parece haver problemas em manter o desempenho.


Não me choca que a Apple mantenha este sistema, que até serve de incentivo para que os utilizadores troquem de iPhones, mas no mínimo, deveria ter a decência de apresentar uma qualquer indicação aos utilizadores a informá-los de que o seu iPhone está a funcionar em modo de desempenho reduzido - é só isso que peço. (Já temos o indicador na bateria de que se está em modo de poupança de bateria, seria apenas arranjar uma outra cor a sinalizar este novo estado limitado).


Actualização: sem grandes surpresas, nos EUA já se preparam vários processos contra a Apple a propósito deste caso.

Actualização: a Apple vai substituir as baterias a preço reduzido em 2018.

22 comentários:

  1. O meu comentário é muito simples a Apple a única coisa que sabe olhar é para o seu Umbigo , porque os 500 ciclos que eles falam que as baterias que equipam os Iphones e baseado num carregamento diário nas minhas contas dá para um ano e meio, ou seja estas baterias teriam de ser substituídas dentro do prazo der garantia, só que os dólares cantam mais alto desde há alguns anos a esta parte que por ter tido produtos da Apple me apercebi que eles não estão interessados coisa nenhuma com a satisfação do cliente, o que eles pretendem é que os desgraçados dos consumidores todos os anos mudem de modelo de Iphone.

    Só o fato de a Apple ter sido obrigada a assumir que faz batota por denuncias publicas já é mau demais

    ResponderEliminar
  2. Que iniciativa tão rocambolesca...
    Não esperava.
    Por outro lado, ainda mais me irá chocar se verificarmos que os clientes irão comer, calar e ainda apoiar esta farsa...
    O povo tem que começar a acordar. Não pode valer tudo.

    ResponderEliminar
  3. Que vergonha! Tenho e gosto dos produtos deles. Apesar de algumas barreiras ou limitações na utilização de diversas funcionalidades versus outras marcas ISTO É UM ABUSO ! Devia ser proibido !!!

    ResponderEliminar
  4. Já agora , alguém sabe até que ponto é possível enviar o equipamento para a própria marca para mudarem a bateria? dentro da garantia claro.
    Acho que o mínimo que a marca podia fazer era trocar a tal bateria velha sem qualquer custo incutido ao cliente ... ridículo.

    ResponderEliminar
  5. Tenho um iPhone 6 desde a semana de lançamento. Tenho-o atualizado com a última versão do iOS e continuo com o CPU a 1.4GHz. Utilizo muito (mesmo muito) o iPhone, carrego todos os dias durante a noite e às vezes até durante o dia - não sou nada amigo da bateria, deixo ligado à ficha a noite inteira e sei bem que não o devia. A minha bateria já não tem os 1810mAh, tenho 1700mAh.
    É inadmissível que isto tenha sido feito nas "costas" dos utilizadores e que apenas 1 ano depois venham "anunciar" o que têm feito. Não perdiam nada em terem anunciado que faziam underclock em iPhones com a bateria muito mal tratada quando lançaram o iOS 10.
    Por outro lado, acho estranho que telemóveis com 1 ano (iPhone 7) tenham a bateria em tão mau estado que já tenham sofrido underclock.

    Há de facto alguém aqui que esteja a sofrer deste mal?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu SE já está em modo "ultra-slow" durante grande parte do tempo, com cerca de 18 meses.

      Eliminar
    2. Mas tens a velocidade do processador "abaixo" do normal? Acho que foi no The Verge, um dos repórteres tinha o 6S a 600mHz, que é ridículo!
      Ligeiramente mais lentos acho que é "normal" ir acontecendo, já acontecia no tempo dos 4, 5... Agora, reduzirem a velocidade do processamento como aparentemente começaram a fazer a partir do 6 é que é muito mau.

      Eliminar
    3. Será que isso não é motivo para te aceitarem a reparação ao abrigo da garantia? Passa por um dos reparadores e depois sempre podes atualizar a comunidade sobre como correu :)

      Eliminar
    4. Dos Passos... Rui... e agora o Aires, começam todos calminhos mas depois acabam por abraçar o lado negro.

      Eliminar
  6. pensem bem antes de comprar o novo iphone :D

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  8. Vou procurar sintetizar o que escrevi noutro post e acrescentar mais qualquer coisa:
    1º facto: Carlos Martins tem o seu "SE em modo ultra-slow durante grande parte do tempo, com cerca de 18 meses". Está bom com a carga toda, mas entra em modo "ultra slow" antes de atingir o modo de poupança de energia.

    Do meu ponto de vista ou o indicador de carga de bateria está descalibrado (mostra uma carga superior à que existe) ou o o iPhone está avariado. Espero as cenas dos próximos capítulos quanto ao acionamento da garantia.

    2.º facto: Começando no iPhone 6 e agora o 7, os testes de benchmark mostram que esses iPhones já não atingem as pontuações habituais.
    A explicação da Apple é que introduziu partir do iPhone 6 (por certo será fácil de confirmar se numa versão do iOS que já não abrangia modelos anteriores de iPhones) software para proteger os equipamentos de picos tensão a que são susceptíveis baterias usadas e que levem a desligar inesperadamente. Como os testes de benchmark puxam ao máximo pelo equipamento em períodos prolongados, o que provoca esses picos, o software que os impede diminui a pontuação dos testes de benchmark.

    Carlos Martins considera que os dois factos estão ligados - como as alterações no iOS são a causa do que está a acontecer no seu iPhone e de muitos mais, foram confirmar nos testes de benchmark, os testes confirmaram, o que obrigou a Apple a dar explicações.

    Penso que não estão ligados. Dos comentários que li, dos que diziam que o teste dava resultados mais baixos não os vi a acrescentar que o seu iPhone estava mais lento (e ultra slow) no uso diário. E de facto, não atingir a pontuação máxima nos benchmarks não significa que se note no uso diário.
    Aguardo as cenas dos próximos capítulos quanto ao iPhone do Carlos Martins.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aires, não leves a mal, mas não percebo que, mesmo quando é a Apple a admitir que reduz a velocidade, continues a duvidar disso.

      Não é descalibração da bateria, não é avaria do iPhone, é algo que a Apple está a admitir que faz, deliberadamente, propositadamente, com a explicação que eles lá dão, de que até é um favor que nos fazem, porque a bateria que fornecem afinal nem sequer é capaz de aguentar até ao final do período da garantia a permitir manter o desempenho que seria esperado do mesmo.

      Posso enviar-te screenshots do iPhone a reduzir a velocidade em função do nível da bateria, independentemente de estar em "processamento exigente" ou não (hoje comecei com o iPhone a 1800MHz, já esteve a 1500MHz, agora está a 1200MHz, e se deixar a bateria descer mais um pouco, vai baixar para os 900MHz e 600MHz - e não estou a correr nenhum benchmark, nem nenhum jogo, nem nada que causasse os "picos".

      Mas pronto... até ao dia de hoje, os abrandamentos eram tudo "invenção" dos utilizadores; agora que a Apple lá admitiu isso, a culpa é de correrem benchmarks... Talvez para a semana, quando a Apple lá vier admitir que afinal está a ser demasiada agressiva e baixa a velocidade quer isso fosse efectivamente necessário ou não, a culpa venha a ser da baixa temperatura de Inverno...

      Por descargo de consciência fui fazer um teste de benchmark no meu velhinho iPhone 5S, com 4 anos e que nunca trocou a bateria... e... milagre, dá exactamente o mesmo resultado que daria um iPhone 5S novo! Parece que o envelhecimento das baterias apenas se faz notar nas baterias "novas" que a Apple tem usado desde o iPhone 6... já que nos iPhone antigos e em todos os restantes smartphones de outras marcas, isso não se faz sentir. No mínimo, dará que pensar, ou nem assim?

      Eliminar
    2. Aires, gostava de saber quanto é que a apple te paga para os defenderes tanto nestes post's que o carlos vai publicando! ;)

      Eliminar
    3. Carlos Martins
      Aqui em casa há um iPhone 6 e um 7. Ninguém deu por lentidão nenhuma. Não moramos perto, senão tinha muito gosto para convidar para almoçar, para veres. Dizias qual era a carga da bateria que querias que tivesse e vias.

      Mais acima, quem tem um iPhone 6 também diz que não tem problema nenhum e pergunta se mais alguém tem. Não achas estranho? Tanta gente com iPhone 6, 6 Plus, SE, 7 e 7 Plus e ninguém corrobora as tuas queixas.

      Volta a ler os comentários de quem fez os testes de benchmark. Quantos dizem que os resultados baixaram - e que no uso diário notaram lentidão, pala não dizer, o ultra slow de que te queixas?

      Tenho o maior apreço pelo teu trabalho. Mas, claramente, a partir do teu iPhone avariado criaste uma teoria da conspiração sem qualquer sentido. Volto a escrever qualquer coisa sobre isto quando disseres - acionei a garantia do iPhone e o resultado foi este,
      Abraço.

      Eliminar
    4. Eu nao percebo é a insistência de que, por não se sentir um problema, se considerar que todos os outros não o têm, ou que são "excepções". Basta olhares para os gráficos: tens por lá muitos iPhones que continuam com o desempenho "total"; mas também vês que tens muitos que vão sendo arrastados para os patamares inferiores com os ciclos da bateria. E sim, são pessoas que se queixam de lentidão do iPhone no dia a dia, procura por "iphone slow" nos forums da Apple e não faltam queixas... Só que tens logo as respostas tipo do género: "ah, isso é disto e daquilo, faz restore, faz isto, faz aqueloutro"... quando está visto que o problema é mesmo a frequência reduzida - que também terei todo o gosto em te comprovar caso venhas para estes lado.

      Mas sim, concordo contigo que isto deveria ser tratado como sendo uma avaria. Comprar um smartphone topo de gama que nem sequer consegue manter o desempenho durante o tempo de garantia devia ser efectivamente considerado uma avaria; só é a pena a marca considerar que isso está dentro da normalidade e que é um favor que faz aos seus clientes.

      Eliminar
    5. Quanto à teoria da conspiração... não é teoria quando está comprovada e reconhecida pela marca... :)

      Não seria preciso trocar o iPhone "avariado", estou plenamente consciente que assim que trocar a bateria ele ficará a 100%, como também já tem sido comprovado por muitos que eram acusados dessas "conspirações"...

      Eliminar
    6. Cá em casa há três iPhones 6, um 6S, um 7, dois Macbook Pro retina, um Apple watch 3 e dois ipad air. Portanto é uma casa com ligação forte à marca. O meu 6 ficou com a bateria gasta e tornou -se tão lento que era impossível usar. Troquei a bateria e voltou a uma velocidade suportável. Não está novo mas está usável, contrariamente às dores de cabeça que me dava

      Eliminar
  9. E quando as baterias dos airpods estiverem a ficar fracas, tb vão baixar o audio sampling rate de 44100 para 22050Hz ?
    Vamos mas é dizer-lhes que queremos baterias amovíveis (deixar de comprar smartphones com baterias internas é complicado pois já quase não existem alternativas com baterias amoviveis)...

    ResponderEliminar
  10. Aqui em casa há um iPhone 6 que ficou muito lento e que mesmo após a troca da bateria não passa dos 800...troquei a bateria após um aviso nas definições de que a bateria não estava nas melhores condições. Posso enviar print screen a quem duvidar.
    Infelizmente nem com a troca da bateria ficou bem, talvez por ser uma bateria não original. Vou voltar a trocar.
    Comprei um iPhone 8!
    Estranho é um iPad Air não ter os mesmos sintomas...

    ResponderEliminar
  11. Aconselho a leitura. De ler também nos comentários um de uma antiga trabalhadora da Apple.

    https://www.quora.com/How-do-Apple-fans-feel-about-the-company-admitting-to-deliberately-slowing-down-older-iPhones/answer/Samy-Mejri

    ResponderEliminar

[pub]