2017/12/19

Geekbench comprova iPhones mais lentos


A suspeita de que a Apple estará a abrandar os iPhones secretamente em função da idade da bateria fica confirmada com nova análise dos resultados obtidos pelo Geekbench.

Quando no ano passado começaram a surgir rumores de que a correcção da Apple aos problemas de reboots nos iPhones 6S se limitavam a ter baixado a velocidade de funcionamento do iPhone, os casos eram ainda pouco numerosos para se fazerem notar entre outras explicações possíveis. Mas agora os casos vão-se multiplicando, à medida que os iPhones vão envelhecendo e fazendo com que cada vez mais utilizadores comecem a notar esta medida manifestamente enganadora por parte da Apple, e que também já se faz notar nos iPhones 7.

Os responsáveis do Geekbench vieram partilhar resultados obtidos por diversos modelos de iPhones com diversas versões do iOS, e o abrandamento que a Apple está a aplicar aos iPhones fica bem claro.




Começando pelo 6S (cujos resultados se devem aplicar igualmente aos iPhone SE, que partilham grande parte do hardware interno), até ao iOS 10.2.0 os resultados deste modelo ficavam consistentemente na gama dos 2500 pontos do Geekbench. Com a famosa actualização para o iOS 10.2.1 com o qual a Apple prometeu resolver os problemas dos reboots inesperados, comprova-se que os iPhones passaram a ter a velocidade reduzida progressivamente (indo ao encontro da suspeita da redução gradual da velocidade em função do número de ciclos de carregamento da bateria).

Suspeita que fica reforçada quando se espreitam os resultados cerca de um ano mais tarde, já com o iOS 11.2.0, em que aumentam substancialmente o número de iPhones 6S mais lentos, fazendo com que mais de metade dos modelos que fizeram este benchmark não atinjam o desempenho que seria esperado, e uma parte significativa já só atinja um nível de desempenho que é 40% do que deveria ter!


Esta tentativa de camuflar problemas por parte da Apple torna-se ainda mais evidente quando se espreita o modelo seguinte, o iPhone 7.





Com o iPhone 7, os problemas de lentidão não se fizeram sentir com a transição do iOS 10.2.0 para o 10.2.1, nem tão pouco com a chegada do iOS 11.1.2; pelo que os utilizadores podiam contar com o desempenho total do seu smartphone sem problemas... Mas, eis que chega o iOS 11.2.0, e novamente se começa a assistir ao mesmo tipo de comportamento que foi aplicado ao iPhone 6S, começando a surgir resultados que comprovam iPhones 7 desacelerados progressivamente.


Esta situação é manifestamente inaceitável, e ainda mais quando é feita de forma completamente encapotada e sem qualquer indicação aos utilizadores, que apenas vão ficando com a sensação de que o seu iPhone "parece mais lento do que costumava ser". A única explicação possível é a de que a Apple está consciente de que existem problemas com as baterias que utiliza nos seus iPhones, e de que à medida que envelhecem deixam de ter capacidade para suportar os consumos máximos que o iPhone poderia necessitar. Mas se fosse esse o caso, uma empresa que se diz preocupar tanto com os seus utilizadores, melhor faria em exibir claramente uma indicação de que está na altura de trocar de bateria - informação essa que nem sequer está disponível a não ser que se recorram a ferramentas extra que mostram os ciclos de carga da bateria (sendo dados que a Apple tem, mas não disponibiliza ao utilizador).

Resta agora esperar que este assunto se torne tão notório que a Apple seja obrigada a reconhecê-lo publicamente e passe a disponibilizar ferramentas e indicações que permitam aos utilizadores saberem o que se passa com os seus iPhones e aquilo que deverão fazer para os fazer regressar ao desempenho que deveriam ter (nomeadamente, trocando a bateria por uma nova).


Actualização: perante todas as provas, finalmente a Apple admitiu abrandar os iPhones deliberadamente.

27 comentários:

  1. Deviam ter vergonha. Mas vamos lá ver se temos aqui os comentadores do costume a darem cambalhotas para explicar isto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para quê?
      Basta ler o parágrafo do post: " Com o iPhone 7, os problemas de lentidão não se fizeram sentir com a transição do iOS 10.2.0 para o 10.2.1, nem tão pouco com a chegada do iOS 11.1.2; pelo que os utilizadores podiam contar com o desempenho total do seu smartphone sem problemas... Mas, eis que chega o iOS 11.2.0, e novamente se começa a assistir ao mesmo tipo de comportamento que foi aplicado ao iPhone 6S".

      A malvada da Apple, que queria reduzir o desempenho do iPhone para acompanhar a redução da capacidade de carga da bateria disse - "É agora! Não foi com 10.2 e o 11.1 - é com o 11.2!".

      Ando nisto há anos. Já vi atualizações (sobretudo as principais - ou seja de 11 para 12, enquanto de 11.1 para 11.2 é atualização menor) que criam lentidão nos equipamentos mais antigos. Isso também acontece no Android - as novas versões estão concebidas principalmente para equipamentos com novo hardware - e podem criar problemas em equipamentos com hardware mais antigo. Por isso há um limite para a versão do equipamento abaixo do qual a versão não pode ser instalada.

      Vi versões a criarem lentidão a ser corrigida por actualizações seguintes.

      Tudo isto é conhecido. Agora, quando já se tem a certeza da conclusão - redução do desempenho/redução da capacidade de carga da bateria - qualquer argumento serve. Espero que a versão 11.2.x resolva o problema da 11.2.0, invalidando a tese que, a meu ver, continua por provar,

      Eliminar
    2. Não Aires... essa degradação do desempenho com versões mais recentes seria aceitável se afectasse todos os modelos da mesma série por igual, mas não é isso que acontece.

      Em modelos com exactamente o *mesmo hardware* e com o *mesmo iOS* tens desempenhos que vão dos 100% aos 40%... apenas por culpa da idade da bateria. E o pior, é que isso é feito "às escondidas", sem qualquer indicação para o utilizador. Não há mesmo justificação possível para que a Apple faça isto.

      Eliminar
    3. Nem mais! Aqui não há salvação possível para a Apple.

      Eliminar
    4. Ó Aires, no Android só tens lentidão se os OEMs forem mesmo ineptos a fazerem as ROMs. Já lá vai o tempo em que os smartphones se arrastavam por causa de atualizações de software.

      Eliminar
    5. Ó Rosmano
      Ficar mais lento e arrastar-se são coisas diferentes ;-)
      Já agora, como não referi todos os efeitos das atualizações - também se verificam atualizações em que a velocidade melhora notavelmente.
      Também, já agora, são vendidos largos milhões de cada modelo de iPhone. As atualizações não têm o mesmo efeito em todos. É possível que em alguns (ou muitos) o efeito seja negativo, mas sem relevância estatística. Em regra resolve-se com uma reinstalação limpa.

      Eliminar
    6. Aires, penso que ainda não compreendeste o problema. Tudo o que dizes é verdade, sim, para casos estranho e coisas que tais.

      No entanto, este é *outro* caso, em que não depende de nada disso, e o sistema deliberadamente reduz a velocidade progressivamente à medida que a bateria envelhece e em função do nível da mesma. Não adianta limpar, reinstalar, reformatar, reciclar, etc. A única coisa que resolve é trocar por uma bateria nova, e fica logo "como novo" (até se voltar a atingir os limites de ciclos que a Apple tiver definido).

      Eliminar
    7. Li o que havia para ler sobre isso. Há de facto quem diga isso. E quem diga o contrário.

      Chega-se às conclusões a partir de provas e evidências. Quando se tira uma conclusão e depois se anda à pesca dà o que está no post;
      “Está aqui a prova - foi com o iOS 11.2.0 que a Apple, propositadamente, reduziu a velocidade do iPhone 7 por causa da bateria”.
      Não faz sentido nenhum - é náo há qualquer prova disso,

      Eliminar
    8. Não te chegam os gráficos do Geekbench? Penso que não podia haver provas mais definitivas.

      Eliminar
    9. Se nunca tivesse acontecido isso - sair uma versão do iOS que nos modelos mais antigos criava lentidão - provava. Assim não prova nada.

      Como isso já aconteceu antes e a seguir sairam versões que corrigiram lentidão - para não falar em versões que melhoraram significativamente o desempenho edm modelos mais antigos, prova-se é o contrário.

      Eliminar
    10. Não é esse caso, de versões que ficam mais lentas e outras mais rápidas (que aliás, afectam é a percepção de velocidade do sistema, e não os benchmarks). Aqui estamos a falar de uma *batota* que para o mesmo iPhone, com o mesmo iOS, um trabalha com o CPU a 100% da frequência, outro trabalha a 40% dessa mesma frequência, apenas por ter uma bateria com 18 meses de idade.

      Eliminar
  2. Não será isto um caso de obsolescência programada?
    Vejamos bem, as últimas gerações de iPhone têm SOC com capacidade suficiente para aguentar 4/5 anos sem que a sua potência seja posta em causa mesmo tendo em conta o evoluir das apps nesse espaço de tempo. Isto original que as pessoas sintam menos necessidade de adquirir os novos e ainda pior que isso, que muita gente opte por iphones usados mesmo sendo modelos com 3 ou mais anos visto ainda terem uma performance satisfatória e as funcionalidades parecerem idênticas.

    A questão das baterias, exceção feita aos Plus, nunca foram referências nisso. Deve ser um dos pontos que mais queixas tenho conhecido.

    ResponderEliminar
  3. Noto isto flagrantemente no meu iPhone 6: na deteção do WI-FI, em abrir apps ou usar widgets... Dass....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu até tenho um teste mais simples. Se for à app do relógio e activar/desactivar um alarme, o botão de toggle actua normalmente... mas quando está em velocidade super-lenta, até se nota os diferentes passos de desenhar a cor do botão ao activar (primeiro a silhueta, depois o preenchimento - em vez de ser "instantaneo" como deveria ser).

      Eliminar
    2. Por acaso fiquei com curiosidade sobre a velocidade superlenta.
      Não é novo, ocasionalmente, um botão de ligar/desligar tardar a responder.
      O que é que isso tem a ver com o resto?

      Eliminar
    3. Não é ocasionalmente, é, quando fica neste modo, ficar lento em tudo (mudares de landscape para portrait vê-se os refreshs todos a piscar no ecrã, os jogos a passo de caracol, lentidão a abrir as apps, etc.) Ao estilo de estares permanentemente com o modo "low-power" activado... mas ainda pior.

      Eliminar
    4. Mas fica nesse modo como? Estava bem e deixa de estar? O que é que leva isso?
      Está bem quando lhe pões uma bateria nova e deixa de estar quando lhe pões uma bateria velha? O que é que isso tem a ver com a bateria?

      Eliminar
    5. Idade da bateria (ciclos) e nível da mesma. Quando está a "100%" (que já poderá equivaler a 80% da de uma bateria nova, por exemplo) o iPhone ainda trabalha a velocidade total, mas à medida que o nível vai baixando, reduz a velocidade permanentemente (até se voltar a carregar a 100%). Como os gráficos demonstram há vários patamares em que o desempenho vai sendo reduzindo...

      E sim, poes uma bateria nova e fica a 100% sem ficares sujeito a throttling.

      O que tem a ver com a bateria? Tem que a bateria começa a ser incapaz de fornecer a energia necessária para manter o iPhone a debitar em alto consumo (e que provocava os famosos reboots misteriosos)...
      Começa logo por ser obsceno que se pedires um teste remoto a Apple consiga ver o estado da bateria (número de ciclos e "saúde" dela)... mas não disponibilizar esses dados ao utilizador: apenas diz "está boa" ou "precisa de trocar"...

      Nos EUA não será tão crítico... é pouco provável que isto se faça sentir durante o periodo de garantia que é de apenas 1 ano, e depois disso, já não é "problema deles" (quem adere ao Apple Care, devem tratar disso silenciosamente no caso dos utilizadores que se queixem)... os outros, vão pensando que é assim e que é só impressao sua..

      Eliminar
    6. "Eu sei que há um bicho, mas não sei que bicho é".

      A explicação da Apple sobre o bicho. Bastante longe do bicho-papão que por aí anda.

      Para proteger os equipamentos com baterias usadas, o iOS passou a impedir os picos de tensão que podem levar a que o equipamento se desligue inesperadamente. Como os testes de benchmark puxam pelos equipamentos durante um período prolongado criando picos de tensão, o software impede-o - o que se reflete nos resultados dos testes.

      As teorias da conspiração deram com os burros na água.
      http://appleinsider.com/articles/17/12/20/apple-responds-to-reports-of-worn-battery-forcing-iphone-cpu-slowdown

      Eliminar
    7. Tu podes interpretar assim, eu interpreto com a Apple a admitir que está a fazer tudo aquilo que se suspeitava.
      Mas alguma vez já viste um smartphone que, por ter uma bateria com 1, 2, ou 3 anos, ficar mais lento? Pois não... so estes iPhones mais recentes. E em vez de admitir que é problema das baterias, diz que faz um favor ao cliente metendo-o mais lento???
      Não achas suspeito que em qualquer outro smartphone de qualquer outra gama, mesmo que a bateria tenha 3 ou 4 anos de uso, nao tenha problemas a funcionar à velocidade máxima e a manter os resultados dos benchmarks?

      ... É vergonhoso!
      E mais, isso não explica porque é que o iPhone se mantém lento mesmo quando não está a fazer coisas "exigentes"; nem muitos menos explicam porque motivo não é dada qualquer indicação ao utilizador de que está com desempenho limitado, ou que estaria na altura de trocar a bateria (para não falar de que só agora, depois de muitos meses de silêncio perante as acusações, e quando o assunto começou a fazer-se notar publicamente, é que vieram admitir isto)...

      Eliminar
    8. Mais lento - nos testes de benchmark, quando o que interessa é em uso real.
      O post foi buscar a fundamentação da tese da conspiração aos testes de benchmark. A explicação está dada.
      Porque é que começou no iPhone 6? Porque provavelmente começou numa versão do iOS que já não abrangeu o iPhone 5.

      Normalmente a explicação mais simples é a verdadeira. A teorias da conspiração tendem a inventar nexus de causalidade que não existem.

      Eliminar
    9. Aires, realmente não percebo porque te custa a acreditar na realidade do que se passa.
      Tu achas que as pessoas começaram a queixar-se porque os benchmarks estavam lentos? Não. Os benchmarks foram consequência das pessoas NOTAREM que os iPhones estavam lentos, e que perante todos aqueles que se recusavam a acreditar isso, RECORRERAM aos benchmarks para o DEMONSTRAR.
      (Bem saberás que tu próprio - como muitas outras pessoas -
      apontavas outras causas, como ser do iOS mais exigente, ou do iPhone "marado" a precisar de um factory reset, e coisa e tal.)

      Como te disse, esta lentidão não se faz sentir apenas nos benchmarks, mas em uso regular no dia a dia - no meu caso pessoal, o caso tornou-se flagrante quando até a actuar os botões da app do relógio, ou a mudar entre portrait/landscape, se viam as coisas todas a serem redesenhadas! Se a app de relógio do sistema é exigente... então já ficas com uma ideia do que a Apple considera "exigente".
      E uma vez mais, curioso como nenhum outro topo de gama, por muito consumo excessivo que tenha, não tem necessidade de abrandar secretamente a velocidade de funcionamento... Não são teorias da conspiração, são factos, factos que tu próprio te recusavas a aceitar até ao momento em que a Apple os veio confirmar - mas claro, dizendo que é para benefício dos utilizadores.
      Sim... porque é perfeitamente normal que smartphones que nem sequer 2 anos de idade tenham, já não possam trabalhar com o seu CPU a 100%. Aqui nem há conspirações... há coisas demonstradas e comprovadas; quando a achares que está dentro da normalidade... estarás no teu direito. Mas é uma "normalidade" estranha quando é a única num universo de smartphones onde mais nenhum se comporta assim...

      Eliminar
    10. Só para deixar a opinião de um "fanático" da Apple sobre o assunto:
      "For years, we’ve reassured people that no, Apple doesn’t secretly slow down their older iPhones to make them buy new ones.

      If this must be done, it should be a setting. If it’s on by default, the user should be alerted the first time it happens."

      "The reputation damage from secretly slowing down old iPhones, regardless of the reason, will likely linger for a decade."

      - Marco Arment

      Eliminar
  4. Escrevi um artigo há uns meses sobre a diferença de rendimento do iPhone 6 com iOS 10 e iOS 11. Apareceram muitos sites a dizer que eram mentira e até houve uma companhia bastante conhecida de benchmarks para PC que desmentiu a teoria que muitos já tinhamos confirmado.
    Em fim, demorou um bocado em conseguir provas, mas cá está. Básicamente, quanto mais velho for o teu iPhone, pior será o seu rendimento.
    Seja ou não diretamente, é uma forma da Apple manipular os seus utilizadores e fazer com que comprem mais iPhone recentes, uma vez que o anterior "não é tão potente por causa das apps que requerem mais".

    ResponderEliminar
  5. Belas discussões que estão a acontece nesta página mas tenho outras preocupações além do dizer que está ou não mais lento ou se essa lentidão é feita para "melhorar a usabilidade do consumidor".

    A realidade é que a partir do momento em que tornam o iPhone mais lento por causa da bateria já estar a ficar desgastada, este é um equipamento que já não cumpre as condições de compra e isto acontece dentro dos dois anos de garantia que existe na Europa.

    Nunca ninguém (acho eu) entregou um telemóvel para reparar com a indicação de avaria: "Está mais lento que o habitual." E desta forma lá se escapa um fabricante a uma reparação durante a garantia.

    ResponderEliminar
  6. Mais um comentário feito pela Apple Our goal is to deliver the best experience for customers, which includes overall performance and prolonging the life of their devices. Lithium-ion batteries become less capable of supplying peak current demands when in cold conditions, have a low battery charge or as they age over time, which can result in the device unexpectedly shutting down to protect its electronic components.

    Last year we released a feature for iPhone 6, iPhone 6s and iPhone SE to smooth out the instantaneous peaks only when needed to prevent the device from unexpectedly shutting down during these conditions. We’ve now extended that feature to iPhone 7 with iOS 11.2, and plan to add support for other products in the future.....eles chamam ao que andam a fazer uma feature ahahahah so de loucos eu enterrava o meu dinheiro num iPhone.....ainda por cima admitem que vão continuar a fazer ahahahah...e mesmo a Americano mentem a descarada depois voltam a mentir a dizer que a medida é para bem do consumidor.....o mais engraçado é que as pessoas vão continuar a comprar iPhones porque quem compra pensa como o Sr Aires que estam tão cegos que não conseguem ver....

    ResponderEliminar
  7. iphone devia perder terreno só para me rir de um gajo que fala muito mal do android.

    ResponderEliminar

[pub]