2018/02/27

AllCall Mix2 enfrenta Ulefone Power 3


Não demorou muito para que, depois da chegada do Mi Mix 2 da Xiaomi, todos os fabricantes se apressassem a lançar modelos "full-screen", com a AllCall a apostar no seu Mix2 como sendo capaz de superar a concorrência.

A proposta da Ulefone que a AllCall coloca em oposição ao seu Mix2 é o Ulefone power 3, e embora esteticamente os fãs do Xiaomi Mix 2 sejam naturalmente atraídos para o AllCall, em muitos aspectos as coisas equilibram-se bastante com o modelo da Ulefone.

Ambos os modelos recorrem a um ecrã de 5.99" (2160x1080) com margens reduzidas, com a Ulefone a manter a câmara frontal no topo do smartphone mas o AllCall a optar pela mesma solução da Xiaomi, com a câmara a passar para a margem de baixo, permitindo menos espaço desperdiçado em cima (esperemos que também permita virar o smartphone de pernas para o ar quando se quer tirar fotos ou fazer uma videochamada). Na traseira também temos ambos a optar pelo sensor de impressões digitais abaixo da câmara traseira, opção que até o novo Galaxy S9 da Samsung utiliza.

No interior temos novo empate técnico, com a utilização de um CPU MTK6763 octa-core a 2.0GHz. No Ulefone Power 4 temos 6GB+64GB ROM, no AllCall Mix2 temos versões de 6GB+64GB e 6GB+128GB. Já na bateria, a AllCall tem que ceder a vantagem à Ulefone, já que a bateria de 6080mAh supera amplamente a de 3500mAh usada no Mix2 - no entanto, neste temos carregamento wireless de 10W, o que será uma vantagem para quem quer dizer adeus aos cabos.

Enquanto aguardamos pela revelação oficial do preço, neste último ponto a marca diz-nos apenas que o Mix2 terá um preço abaixo dos $200, o que lhe dará vantagem face ao Power 3 de $229.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]