2018/02/17

Nova vaga de ataques está a gerar Monero nos smartphones


Os smartphones podem não ter o mesmo poder de processamento que os computadores desktop, mas isso não impede os atacantes de tirarem partido deles para os por a render criptomoedas em seu benefício.

Falámos recentemente do Worm ADB.Miner, um malware que utiliza a capacidade de processamento do smartphone para gerar moeda digital. Mas agora há uma nova vaga de ataques que nem precisa de infectar o smartphone e que está a afectar milhões de pessoas. De acordo com o Malwarebytes, esta nova vaga de ataques redirecciona o utilizador para sites que vão tirar partido do poder de processamento do smartphone para gerar a Monero, tal como já tem acontecido com vários sites destinados aos computadores desktop.


Segundo esta empresa de segurança, este é um dos maiores ataques do género, fazendo com que milhões de utilizadores, tivessem inadvertidamente contribuído para gerar esta criptomoeda a favor dos atacantes. O ataque tanto pode ter origem em sites infectados para este efeito, ou através de aplicações modificadas que visam o mesmo fim.

Para se manterem em segurança, nada melhor que seguirem as regras mais básicas, como só instalar apps certificadas do Google Play (e mesmo assim... com todo o cuidado) evitando a todo o custo aplicações de fontes desconhecidas.

4 comentários:

  1. Só problemas com os smartphones. Ainda há dias foi o símbolo indiano e agora isto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há muito que se têm tornado no alvo mais apetecível para todo o tipo de "esquemas"... E será cada vez mais.

      Eliminar
  2. Sabe-se se também conseguiram pôr iPhones a minerar criptomoeda?
    A Malwarebytes refere-se só a utilizadores Android.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só se for em páginas web específicas, ou em apps que se tentem fazer passar por jogos (por ex.) e que secretamente estejam a "comer o CPU"... mas de resto, assim que se fecha a página ou app, ficará o assunto arrumado.

      Eliminar

[pub]