2018/02/22

Tesla acusada de vender automóveis que sabia serem defeituosos


Os problemas de qualidade dos Tesla voltam a estar no centro das atenções, com um ex-funcionário da Tesla a processar a empresa acusando-a de vender automóveis que sabia serem defeituosos, e de o terem despedido quanto ele começou a chamar a atenção para essa situação.

Embora os automóveis da Tesla contem com uma legião de fãs em todo o mundo (e não há dúvida de que têm sido revolucionários em diversos aspectos), também é sabido que em termos de acabamentos e qualidade, deixam bastante a desejar - especialmente tendo em conta a categoria de preço em que se inserem.

Ainda recentemente, a propósito dos novos Model 3, uma pessoa que trabalhou mais de uma década em departamentos de qualidade de marcas automóveis, não poupou críticas: desde as folgas entre os painéis, às costuras dos bancos, à pintura (com zonas "escorridas", outras já lascadas, outras ainda - como a tampa da mala traseira sem sequer estarem pintadas na parte de dentro), coisas que consideram serem inadmissíveis para um automóvel de 20 mil dólares... quanto mais para um Model 3 que custa 60 mil!


Neste caso em concreto, o ex-funcionário não se refere a problemas de acabamentos mas a veículos que foram vendidos com problemas que obrigariam a dispendiosas reparações num futuro próximo - e que a Tesla estaria ao corrente disso - mas sem que isso fosse indicado aos compradores, dizendo-lhes apenas que eram carros de demonstração ou ligeiramente usados.

A Tesla diz que as acusações não fazem qualquer sentido, mas a verdade é que em 2016 a Tesla já teve que enfrentar um processo relativamente a defeitos de origem nos Model X, tendo chegado a acordo com o queixoso. Com os Model 3 a chegarem em quantidade crescente à mão dos compradores que muito aguardaram por eles... interrogo-me quantos deles irão aceitar os veículos se vierem com defeitos como os que foram retratados nas imagens (espero bem que aquilo fosse um modelo usado para "desenrascar" para efeitos de exposição - mas mesmo que assim fosse, os modelos de exposição deveriam ser aqueles que melhor demonstrassem a qualidade dos acabamentos... e não que demonstrassem as falhas.)

3 comentários:

  1. Eles que comprem um Fiat que mudam logo de ideias ;)

    ResponderEliminar
  2. Se têm problemas só têm de os assumir, todas as marcas têm carros com problemas a sair das linhas de produção, a diferença é que 100% (praticamente) dos Teslas são minuciosamente inspeccionados e os problemas reportados (a maioria das vezes publicamente) pelos utilizadores dos mesmos e por terceiros, enquanto ninguém anda por aí a ver os problemas nos painéis do meu Opel, ou como o ar condicionado já foi arranjado algumas 10 vezes.

    ResponderEliminar

[pub]