2018/04/21

EarthNow quer ser um Google Earth com imagens em tempo real


Os tempos em que se brincava com a eventualidade do Google Earth um dia nos poder dar imagens em tempo real do nosso planeta parecem aproximar-se do fim, com a EarthNow a querer tornar essa ideia realidade.

Num mundo tecnológico como o nosso, poderá ser um pouco estranho que ainda não se tenha disponível uma forma de ver todo o nosso planeta do espaço em tempo real - isto é, uma forma que seja acessível a todos, já que seguramente essa é uma capacidade que certo países terão para os seus próprios interesses... mas mesmo assim limitando-se a poder observar apenas partes do planeta e por períodos de tempo reduzidos.

A EarthNow quer lançar uma constelação de satélites que possibilite uma visão completa de todo o globo em tempo real, 24 horas por dia. E a parte interessante é que, para além dos habituais contratos com governos e empresas, a ideia será também disponibilizar o acesso a essas imagens em tempo real a todas as pessoas.

Por agora não são avançadas datas nem estimativas de quando este serviço estará operacional, nem detalhes quanto à resolução das imagens, sendo no entanto referido que será possível detectar embarcações a fazer pesca ilegal, ou seguir as baleias de maiores dimensões. As potencialidades são imensas: imagine-se, no caso incêndios, ter acesso instantâneo às imagens do que está a acontecer e como o fogo está a progredir e/ou a reagir aos esforços dos bombeiros; analisar coisas com a erosão da costa, desflorestação, crescimento de culturas, ou de se poder ver o estado do trânsito em tempo real em qualquer estrada que se deseje ver - ou de qualquer outra coisa, em qualquer ponto do planeta.

Para isso a EarthNow diz ter desenvolvido tecnologia revolucionária que permitirá fazer o processamento das imagens e a sua transmissão de forma hiper-eficiente (diz que o poder de processamento em cada um dos seus satélites será superior ao de todos os satélites actualmente em órbita combinados). E agora, só falta demonstrar que realmente assim o é na realidade.

Quanto isto se vier a concretizar - e quer seja a EarthNow ou outra empresa, é certo que será apenas uma questão de "quando" e não de "se" - já estou a imaginar algumas pessoas a apontarem luzes para o céu, para se verem "instantaneamente" vistas do espaço! :)

4 comentários:

[pub]