2018/05/07

Android P vai restringir acesso a dados das comunicações


Vivemos numa altura em que não se pode confiar nas apps que instalamos e executamos nos nossos smartphones, e sinal disso é que no próximo Android P até os dados sobre as comunicações irão passar a ter acesso restrito.

São cada vez mais as coisas que ficam protegidas atrás de permissões especiais nos nossos smartphones. Se no início tínhamos apenas que lidar com coisas como o acesso à câmara, microfone ou contactos; depressa isso se foi expandido... num percurso que parece não ter fim. No próximo Android P, até o acesso a informação sobre a actividade das comunicações passará a estar protegida, evitando que uma app maliciosa possa espiar que tipos de ligações outras apps estão a fazer.

Actualmente, uma app Android não precisa de qualquer permissão especial para saber que comunicações estão a decorrer no equipamento. Embora isto não permita à app espiar os dados que estão a ser transferidos, é suficiente para determinar com que sites estarão a comunicar e, dessa forma, saber se existe alguma app a comunicar com o Facebook, Amazon, serviços bancários, etc. São dados de valor para direccionar ataques de malware ou phishing... e que por isso passarão a contar com protecção adicional na próxima versão do Android.

O problema é que o peso da compatibilidade faz com que as apps antigas devam continuar a ter acesso a esta informação, a não ser que sejam explicitamente criadas para o novo Android ... Mas imagino que isso seja algo que a Google poderá alterar até ao lançamento do Android P, ou assim que este começar a ter expressão significativa no mercado (esperemos que seja de mais rápida adopção que o actual Android O, que mais de meio ano após o lançamento continua com percentagem "vergonhosa" de adopção).

2 comentários:

  1. "O problema é que o peso da compatibilidade faz com que as apps antigas devam continuar a ter acesso a esta informação, a não ser que sejam explicitamente criadas para o novo Android"

    Agora que a Google dá o prazo de 6 meses para as apps passarem a usar a API mais recente se quiserem ter update na play store essa parte ao menos deve melhorar

    ResponderEliminar
  2. Outro aspecto que tem mesmo de melhorar é a politica de actualizações por parte pelo menos das 10 empresas com maiores vendas, é porque o problema das actualizações não é nenhum feetich de geeks é mesmo importante devido as implementações de segurança que vão sendo aplicadas aos SOs .

    O caso do Oreo é vergonhoso já nem falo do 8.1 , mas o 8 está com níveis de 2% passados 7 meses do seu lançamento, é que nem com o projecto trebel que a Google disponibiliza as marcas parecem aderir, espero que rapidamente mais marcas adoptem o Android one ou o Go e já agora que a Google nos presenteie com a venda dos Pixel em Portugal já que o Google assistente deverá ter o suporte para Português Europeu ainda este ano.

    ResponderEliminar

[pub]