2018/05/10

Serviço de assinatura mensal da Lyft já tem lista de espera


A Lyft continua empenhada em fazer pelo serviço de transporte pessoal o mesmo que a Netflix fez com os filmes e séries, e o que é certo é que o seu serviço de assinatura mensal para usar os seus automóveis já tem lista de espera.

A Lyft não opera em Portugal, mas disponibiliza um serviço de transporte como a Uber, em que os clientes podem solicitar um veículo para os levar até ao destino. No entanto, a empresa já começa a testar o próximo passo no sentido de revolucionar o transporte pessoal, que é o de disponibilizar um serviço com mensalidade fixa que permite aos clientes movimentarem-se sem preocupações... ou quase.

É que por agora esta serviço de "passe mensal" não dá direito a viagens ilimitadas, mas sim a um pacote de 30 viagens de até $15 por mês, por $200 mensais; sendo que a empresa também tinha testado recentemente uma assinatura de 60 viagens de até $15 por $399. Matematicamente, a proposta compensa bastante (por $200 temos direito a $450 em viagens) e isso também se faz reflectir na procura, que já está a resultar em listas de espera para aderir ao serviço.



No entanto, embora também me pareça que esteja seja o caminho a seguir, e ainda mais quando se considera um futuro com frotas de automóveis autónomos, por agora ponho em causa a sustentabilidade deste sistema: se os condutores destes serviços já se queixam frequentemente de que ganham valores reduzidos... como é que poderão continuar a ganhar um valor aceitável se o serviço cortar os preços nesta proporção?


 E antes de dizerem que pagar $200 ou $400 por mês é "caro" para terem um carro à disposição que nos leva de onde e para onde queremos (assumindo deslocações dentro da área coberta pelo serviço), pensem no investimento que implica a aquisição de um carro, e os gastos em combustível, manutenção, estacionamento, etc. Feitas as contas, se calhar estes valores não são assim tão "caros" quanto possam parecer à primeira vista - e acredito que poderão tornar-se ainda mais reduzidos, quando tivermos frotas de veículos autónomos, cuja rentabilização dependerá de mantê-los a circular, a transportar pessoas, o máximo de tempo possível por dia.

1 comentário:

  1. concordo com o ultimo paragrafo
    e para ajudar a calcular
    https://autocustos.info/PT

    ResponderEliminar

[pub]