2018/06/18

Google aposta na realidade aumentada no browser


Se actualmente a realidade aumentada é sinónimo de usar uma app, para o futuro espera-se que isso seja mais uma tecnologia que pode ficar imediatamente disponível a partir de uma página web graças ao WebXR.

Tal como temos o WebGL e WebVR para acelerar gráficos 3D e aplicações de realidade virtual numa página do browser, o WebXR é um standard que quer facilitar a criação de experiências de realidade aumentada dentro do browser - e os primeiros exemplos mostram que não fica nada atrás do desempenho nas apps nativas (muito seguramente por tirar partido das capacidades AR que forem disponibilizadas nas plataformas onde o browser esteja a correr: como o ARCore no caso dos Android e, previsivelmente, o ARKit no caso do iOS).

Actualmente a realidade aumentada ainda é vista como uma "curiosidade", mas as suas potencialidades são imensas quando se considera que se poderá aplicar a praticamente tudo o que se possa imaginar; não só para fins recreativos e educativos (que actualmente lideram o tipo de aplicação desta tecnologia) mas também para coisas funcionais. Por algum motivo no último Google IO a Google mostrou-nos um sistema de navegação do Google Maps que já tirava partido da realidade aumentada para dar as indicações sobrepostas no mundo real, evitando as dúvidas sobre se estaríamos virados para o lado certo.

... Se imaginarmos que daqui por mais alguns anos teremos a tecnologia para ter óculos digitais com autonomia decente a preço aceitável, estes primeiros passos que se estão a dar na realidade aumentada poderão vir a ser a interface base de trabalho com esses novos dispositivos... E por isso é fácil perceber porque ninguém quer ficar para trás.


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]