2018/07/18

VirtualLink quer um único cabo USB-C para os óculos VR


Usar óculos VR é algo que ainda obriga a que se utilizem uma série de fichas e cabos, mas é algo que está destinado a ficar bem mais simples e reduzir-se a um único cabo USB-C segundo o objectivo do VirtualLink.

O consórcio VirtualLink conta com empresas como a Nvidia, AMD, Oculus, Valve e Microsoft, e quer simplificar o processo de ligação dos óculos VR. Os óculos VR normalmente necessitam de uma ligação de vídeo, de uma ligação de dados, e ainda da alimentação de energia. É algo que pode implicar a utilização de três fichas independentes, coisa que um entusiasta suporta sem grandes problemas mas que está longe de ser a solução ideal.


Portanto a ideia é dar uso à versatilidade do USB-C e substituir tudo isso por um único cabo USB-C criando um nodo "alternate mode" de funcionamento, tal como já existe para transmitir sinais DisplayPort usando esta ficha.

A novidade é que nestes modos alternativos, para se ter acesso à largura de banda total para vídeo (32.4Gbps - suficiente para vídeo 4K a 120Hz) se fica sem acesso a um canal de dados de alta-velocidade; mas isso foi algo que o VirtualLink contornou reconfigurando 4 dos pinos programáveis disponíveis, para adicionar um canal de 10Gbps de comunicação USB 3.x, e ainda a capacidade de transmitir um mínimo de 28W de potência.

Estes requisitos deverão ser mais que suficientes para suportar todo o tipo de óculos VR que previsivelmente possam vir a surgir durante os próximos anos; mas faltará saber quando é que todos os diferentes intervenientes estarão alinhados para fazer chegar os primeiros sistemas VirtualLink ao mercado, pois isso implica ter novas placas gráficas e novos óculos VR.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]