2018/08/03

Apple chega ao 1 bilião de dólares em bolsa


Concretizando as previsões há muito feitas, com o impulso de um trimestre com resultados acima do esperado, a Apple torna-se na primeira empresa tecnológica cotada em bolsa a atingir o astronómico valor de 1 bilião de dólares.

A ascensão meteórica da Apple em bolsa começou com o lançamento global do iPhone, e mesmo com alguns altos e baixos, tem mantido uma tendência sempre crescente que há alguns anos começou a criar a expectativa de que a Apple poderia chegar a um valor de mercado de 1 bilião de dólares (o "trilião" dos nossos amigos norte-americanos).

Para que não haja dúvidas, estamos a falar de 1,000,000,000,000 dólares, suficiente para criar uma pilha de notas de 1 dólar com quase 110 mil quilómetro de altura; o que traduzindo para tempo, permitiria que alguém gastasse 100 dólares por segundo, 24h por dia, durante 317 anos!

O momento só não é mais marcante por este valor de 1 bilião de dólares em bolsa já ter sido atingido brevemente pela PetroChina em 2007 - pelo que a Apple não é a primeira a fazê-lo, ao contrário do que alguns possam pensar - mas isso em nada retira o mérito da Apple em se ter tornado a empresa mais valiosa do mundo e uma das mais poderosas no sector tecnológico. E tudo à custa de um pequeno e dispendioso smartphone sem teclas que foi ridicularizado pela concorrência... :)



Como sempre, nenhum artigo sobre valores em bolsa ficaria completo sem alguns "investimentos retroactivos", pelo que, segundo as contas da CNBC: se em vez de terem comprado 2 iPhones quando eles foram lançados tivessem comprado acções da Apple há 10 anos... actualmente esses 1000 dólares já se teriam transformado em 9222 dólares.

... Mas não se pense que as restantes empresas tecnológicas estão muito afastadas. Tanto a Google como a Amazon estão actualmente nos 850 mil milhões e 880 mil milhões de dólares respectivamente, com esta última a estar bem posicionada para também poder chegar ao bilião num futuro não muito distante.

7 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Sem dúvida foram as vendas iPhone X que mais contribuíram para os resultados do trimestre que terminou em Junho e para a subida da cotação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sen dúvida que também estás consciente que em muitos países (incluindo o nosso), tanto o preço base do iPhone 8 Plus como do próprio iPhone 8 estão acima do valor médio dos iPhones que foram vendidos... Tudo contribui.

      Eliminar
    2. O Aires parece-me mais um fanboy do iPhone X do que propriamente fanboy da Apple...

      Eliminar
    3. Os números e argumentos já os escrevi no outro post.

      Como não conheces ninguém que tenha comprado o iPhone X e há notícias da Samsung que tem falta de encomendas de ecrãs OLED (vá-se lá saber se não estava a contar com encomendas de outros fabricantes que não vieram) concluis que o iPhone X não tem vendido. Mesmo que os números e os especialistas digam o contrário.

      Obviamente Tim Cook não conta quando diz que o iPhone X "has been the top-selling iPhone since the launch" e tu achas "que ele pode estar a dizer a verdade com o iPhone X a vender praticamente metade dos iPhone 8" ;-)

      https://abertoatedemadrugada.com/2018/08/apple-prepara-iphone-dual-sim.html#comments

      Eliminar
    4. Não vais querer argumentar que a Apple é imune à Matemática... :)
      Até que a Apple divulgue os números, o iPhone X ser o "mais vendido" pode ser vender mais 1 que os outros...

      Eliminar
    5. Nenhuma marca está a divulgar as vendas por modelo.
      Mas as contas são fáceis:
      - Em número as vendas subiram 0,7%
      - Mas o preço médio de venda subiu 19,5%, passando de $606 para os $724, e daí o grande aumento dos resultados. Os entendidos atribuem a subida principalmente ao iPhone X em que o preço começa nos $999.

      Quanto ao iPhone 8, o preço não é muito diferente do 7, de 2017. Não foram as vendas do iPhone 8 que fizeram subir o preço médio. Só pode ter sido as do iPhone X.

      Acho que os investidores não estão a seguir os teus números, que, ainda assim melhoraram - já não é o iPhone X a vender metade do 8, é a vender mais 1 :)

      Eliminar

[pub]