2018/08/01

Os melhores tarifários de dados para as férias


O período de férias vem acompanhado quase sempre da necessidade de uma maior quantidade de dados, e nada como ver que ofertas os operadores de telecomunicações nacionais nos disponibilizam.

Quem passar as férias fora de casa vai reparar que o seu consumo de dados no smartphone aumenta drasticamente, e isso complica-se ainda mais para quem não quiser arriscar utilizar hotspots WiFi desconhecidos, que são sempre um risco (a não ser que se utilize uma VPN).

Considerando que estamos a falar de casos em que se trata de aumentar o acesso de dados pontualmente, vamos focar-nos nos tarifários sem qualquer tipo de fidelização ou requisitos complicados - o que significa optar pelos tarifários pré-pagos, para evitar potenciais surpresas na factura ao final do mês.
  • MEO Enjoy - 15 dias por €15 (30GB)
  • NOS Livre XL - 15 dias por €15 ("ilimitado")
  • Vodafone Internet Móvel Go - 15 dias por €15 (30GB)

Sem surpresas, os nossos operadores replicam na íntegra a oferta uns dos outros; sendo que a única diferença é o pacote da MEO dizer expressamente que disponibiliza 30GB de dados, enquanto a NOS insiste no "ilimitado" (mas alertando que poderá impor limites para garantir o bom funcionamento da rede, nas tais condições secretas que ninguém conhece), e na Vodafone, por mais que procurasse, não consegui encontrar qualquer referência a limites (pode ter sido falha minha, mas seria simpático se isso fosse o tipo de informação que estivesse claramente visível e não escondido num sítio que obrigue a fazer trabalho de detective).

Tendo em conta o panorama nacional, estes pacotes de dados móveis até são interessantes, não esquecendo a condicionante de que será conveniente usar um hotspot mobile para os mesmos, para disponibilizar a internet para o resto da família, ou dar uso a um smartphone dual SIM. Isto porque, infelizmente, os operadores abdicaram de disponibilizar aditivos atractivos que se limitassem a adicionar mais uns gigabytes extra a preços atractivo nos tarifários dos smartphones (há uns anos atrás, podíamos adicionar internet com fartura ao tarifário normal, durante os meses de férias, por 15 ou 20 euros.)



Por exemplo, na NOS, um aditivo de 15GB para o telemóvel custa €24.99 por mês, quase o dobro do que custa no pacote Livre XL acima indicado. Enquanto na MEO temos a aberração do Smart Net, com dados discriminados por tipos de serviços (ANACOM, para quando um travão a isto?)

Seria de imaginar que um operador "sério" tivesse, no mínimo, a decência de igualar a oferta de dados que faz nos seus pacotes de internet móvel, como aditivo nos tarifários de smartphone. Mas infelizmente, fica comprovado que há ainda muito espaço para que algum operador com coragem faça abanar o mercado.

4 comentários:

  1. A oferta da Vodafone está mal. Um cartão custa €15 e traz 30G. Acabei de comprar um

    ResponderEliminar
  2. Vodafone:
    Nos carregamentos diz: Independentemente do valor do carregamento, recebe sempre 30 GB e 10 SMS.

    ResponderEliminar
  3. O taritarif da NOS é o que fica mais em conta, tendo em conta o facto de não ter limite de tráfego, embora tenha a desvantagem da velocidade ser inferior, mesmo assim, penso que os prós superam os contra.

    ResponderEliminar

[pub]