2018/08/24

Xiaomi aumenta vendas 2700% na Europa


A competição na China está mais renhida que nunca mas a Xiaomi pode nem estar muito preocupada com isso, pois a sua expansão para os mercados ocidentais está a correr às mil maravilhas.

Os resultados do primeiro trimestre já deixavam antever números positivos para a Xiaomi, algo que agora se veio a confirmar, com a marca chinesa a registar um aumento de vendas de 2700% na Europa (sim, não é erro), revelando que a aposta no mercado Europeu está a ser um verdadeiro sucesso. Falando das receitas, a Xiaomi conseguido um aumento de 151.7% face ao obtido no segundo trimestre de 2017.

Durante muito tempo se especulou sobre uma possível chegada da Xiaomi aos EUA mas, ironia do destino, acabou por ser a nossa vizinha Espanha a ser o ponto de lançamento em solo Europeu. Desde então a expansão já se alastrou para países como França e Itália, com Portugal a também receber oficialmente a marca através de diversos distribuidores, mas ainda sem direito uma loja física oficial da Xiaomi que permitiria um contacto mais próximo com o público nacional.


Considerando que a marca continua a apostar forte no sector dos smartphones, como comprovado pelo novo Pocophone F1, um smartphone topo de gama que mesmo na sua versão com 8GB+256GB se ficará pelos 370 euros (e na versão base ficar por 260 euros - preço "incrível" para um modelo com Snapdragon 845 e tudo o resto que traz), estes números parecem estar destinados a aumentar no futuro.

9 comentários:

  1. O grande problema é que a grande maioria dos equipamentos vendidos chegam à Europa "capados" nas funcionalidades como é o caso do Carrier Aggregation, 4G+. Apresentam o ícone, mas não fazem Carrier Aggregation.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não concordo consigo. Tenho vários produtos da Xiaomi (pelo menos 10) e não sinto nenhuma falta de funcionalidades. Poderá existir num caso pontual ou noutro, mas em geral são produtos de alta qualidade. O aspecto mais negativo para mim é mesmo as traduções. É inglês e chinês, muitas vezes apenas em chinês.

      Eliminar
    2. Resolvi, razoavelmente, o problema das traduções do chinês para inglês:
      - App Tradutor (Translator) da Microsoft para iOS (certamente há também para Android)
      Escolhe-se as línguas, fotografa-se, toca-se na fotografia e alterna entre o original e a tradução sobreposta. A app guarda a fotografia.
      Nem sempre dá à primeira. É bastante melhor que o tradutor da Google.

      Eliminar
  2. @Aires , penso que é o que todos fazem, mas a Xiaomi deveria ter mais cuidado com as instruções que deveriam ser enviadas no mínimo com Inglês, atenção que eu sou fã da Xiaomi e tenho imensos, mas mesmo imensos produtos deles , ainda hoje me chegaram mais 4, já agora pela Spain line e eram encomendas que traziam vários produtos que somados faziam mais de 140 € e não parou na Alfandega, depois do artigo que aqui foi publicado já é a 5 encomenda pela Spain line que recebo e uma 6 pela chronopost que tinha uma mala de viagem da Xiaomi e mais uma carrada de produtos que encomendei, posso ter tido até agora sorte, mas os volumes como imaginam são muito grandes e não deveriam passar despercebidos aos olhos da Alfandega .

    Voltando a Xiaomi , eu neste momento tenho um sentimento misto de estar muito agradado com a qualidade de todos os produtos em que uma forma ou de outra a Xiaomi esteja envolvida, falo claro das sub-marcas, mas por outro fico com a sensação que eles não querem nem saber dos Europeus para nada com esta completa falta de cuidado que era tão simples de resolver .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carlos Carvalho
      (Para quem apanhar a conversa a meio, que pode interessar)
      O que eu escrevi antes foi:
      - Comprei um Xiaomi Mi 8 na Gearbest
      - Escolhi o envio Priority Line - não me aparece Spain Line. De facto, lembro-me que dantes aparecia Priority LIne/Spain Express, mas agora nada de Spain como se pode ver, indo ao metodo de envio: https://www.gearbest.com/cell-phones/pp_009956026496.html?wid=1349303
      - Veio através dos correios holandeses e foi parar à alfândega.
      - Pensava que o Priority Line garantia que não passava, mas não é assim. Como joga o Priority Line com o "Spain" (como é que se consegue que venha sempre via correios Espanhóis se não há a opção "Spain") não percebi, nem se nesse caso nunca param na alfândega.

      Quanto ao Tradutor da Micrososft não sei se todos usam. Só encontrei referência a ele a uma vez. Merece um post, até para saber se há alguma maneira melhor :)

      Quanto à Xiaomi/instruções em chinês ... são as marcas todas. É preciso aprender a "ler" chinês.

      Eliminar
    2. O Google translate tem funcionado bem para mim no modo câmara (para traduzir o chinês).

      Eliminar
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  3. Alguém sabe como comprar o Poco F1 sem parar na alfândega?

    ResponderEliminar
  4. @Aires , o método que a Gearbest apresenta na única opção de momento para o envio deste smartphone é a EU priority Line , este método é enviado pelo grupo GDP de aonde a Chronopost faz parte e são eles que te entregam a mercadoria, eu já usei este método ainda este mês e tenho mais 2 remessas por este envio em curso, é muito mais rápido que o spain line que considero muito , mas mesmo muito lento chega a levar mais de 1 semana a chegar a Lisboa depois de sair de Espanha até chegar ao departamento dos CTT em Portugal, esteve envio é enviado pelo Reino Unido e tem um serviço bastante personalizado és avisado por sms quando o envio saí de UK e depois quando chega és informado que no dia seguinte te vão fazer a entrega , é também enviado um link na sms que te permite acompanhares em tempo real o veiculo de distribuição que leva a tua encomenda.

    Por isso o que é que te recomendo, reclama com a Gearbest porque eles alteram-te o método de envio, só existe essa explicação .

    Espero ter ajudado .

    Cumprimentos a todos e uma boa semana de trabalho ou férias

    ResponderEliminar

[pub]