2018/09/24

Geração Z prefere YouTube a manuais escolares para aprender


Um estudo da Pearson Education confirma aquilo que a maioria dos pais já saberá: que os mais novos preferem recorrer ao YouTube do que aos manuais escolares.

Enquanto que para uns, o YouTube foi aquele serviço que viram nascer com vídeos de resolução e qualidade reduzida, e que muitos duvidavam que pudesse ter futuro; para a geração Z o YouTube foi daquelas coisas a que tiveram acesso desde que se lembram, e que em muitos casos tem substituído os canais de televisão tradicionais... e também os manuais escolares.

Um estudo revela que face à geração precedente - a Geração Y / Millenials - os jovens da geração Z têm (ainda) maior apetência pelo YouTube: 59% dos estudantes da geração Z prefere aprender pelo YouTube face a 55% dos da geração Y; enquanto que a preferência pelos manuais escolares caiu dos 60% da geração Y para 47% na geração Z.

Sabendo-se que os vídeos oferecem maior retenção de conhecimento, penso que seria insensato não tirar partido do YouTube para reforçar o sistema de ensino, dando acesso fácil a todo o tipo de demonstrações e experiências que de outra forma poderiam nunca ser mostradas numa sala de aulas - e de certa forma até poderá ser um pouco nostálgico para todos aqueles que passaram pela experiência da tele-escola!

Por outro lado... há que também estar consciente de que a tentação para qualquer pessoa se perder a seguir os "vídeos relacionados" é extremamente elevada, e que talvez seja melhor começar por ensinar aos alunos a importância do auto-controlo.

1 comentário:

  1. É o regresso da Telescola. Frequentei a Telescola e nunca me senti aborrecido a ver as aulas, já nas aulas com professores o aborrecimento era mais que muito.

    ResponderEliminar

[pub]