2018/09/18

iOS 12 chega com novas funcionalidades e mais rapidez

Depois de muitos meses de espera e versões beta, fica finalmente disponível para todos o mais recente iOS 12, versão onde a Apple reconheceu a necessidade de parar para melhorar o sistema existente, antes de dar novos passos em termos de novidades.

A primeira coisa que se descobre após a actualização para o iOS 12, é que não temos alterações radicais. Trata-se do iOS que os utilizadores já conhecem, mas com pequenas alterações "aqui e ali" que o tornam mais agradável de utilizar (como o agrupamento de notificações e maior facilidade em fazer a sua gestão directamente a partir das mesmas).

Também há boas notícias para quem tiver iPhones e iPads mais antigos, pois o iOS 12 é entre 10 a 20% mais rápido que o iOS 11 em muitas operações (embora a prometida melhoria de 50% a fazer aparecer o teclado ainda não tenha sido confirmada).


Embora o ponto central desta actualização tenha sido a estabilidade e desempenho, a Apple conseguiu ainda assim adicionar diversas novidades interessantes, a começar pelo Screen Time, que nos permite ter um controlo bastante completo sobre a utilização que se faz do iPhone ou iPad.



Aqui podemos ver quanto tempo usamos o iPhone, em que apps, e até em que coisas específicas dentro de cada app. Podemos também definir limites de tempo para apps individualmente, pelo que se sentirem que estão a desperdiçar demasiado tempo num jogo ou outra app... torna-se mais fácil que nunca controlar e combater esse "vício".


Outra grande funcionalidade - e grande aposta da Apple - são os Shortcuts e Siri Shortcuts.


O primeiro é simplesmente a nova versão oficial do Workflow, o excelente programa de automação de tarefas que foi comprado pela Apple, e que abre toda uma imensidão de possibilidades a quem não se importar de gastar algum tempo com ele (ou mesmo que se limite a usar receitas já feitas). A grande vantagem é que agora é possível integrar isso com atalhos chamados através da Siri, e também com apps que suportem estes atalhos - numa espécie de IFTTT que funciona localmente.

Seguramente iremos ver exemplos fantásticos de coisas que se podem fazer com isto, nos próximos tempos.


Para além disso há ainda melhorias na pesquisa e captura de fotos (sendo possível pesquisar por nomes de estabelecimento e até por eventos), novos animoji, os memoji (mais personalizáveis), novos efeitos nas Messages, ARKit 2 com possibilidade de criar ambientes persistentes e partilhados entre várias pessoas, segurança e privacidade acrescida (nova tecnologia anti-tracking, sugestão de passwords, copy automático de códigos 2FA recebidos via SMS, etc.), novas apps de Stocks, Voice Memos, Apple News e Measure para medições AR (dispensando outras apps para esse efeito), entre outras coisas.

7 comentários:

  1. Respostas
    1. Se afectou foi para melhor (nalgumas apps onde notava aquecimento e maior consumo - como o Waze - voltou finalmente ao normal).

      Eliminar
  2. "Também há boas notícias para quem tiver iPhones e iPads mais antigos, pois o iOS 12 é entre 10 a 20% mais rápido que o iOS 11 em muitas operações (embora a prometida melhoria de 50% a fazer aparecer o teclado ainda não tenha sido confirmada)."

    E a tua tese, peregrina, da obsolescência programada como é que fica?
    Afinal, a Apple quer que os iPhones antigos fiquem cada vez mais lentos para se ir comprar os novos modelos, ou não ;-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é tese, é facto.
      A diferença, arrancada a ferros, contra a negação de certas pessoas, é que agora o abrandamento é mostrado (como sempre deveria ter sido) e pode ser desactivado manualmente, em vez de ser feito secretamente. Custa assim tanto reconhecer isso?

      Eliminar
    2. Como te responderam no último post em que te perguntaram sobre a obsolescência programada:

      Essa Maçã do Mal já foi mais maligna...

      Eliminar
    3. Exacto, quando se chegam aos factos perdem-se os argumentos.

      (Um dia ainda irei perceber porque motivo há pessoas que têm assim tanta dificuldade em reconhecer que a Apple também erra... ou então não.)

      Eliminar

[pub]