2018/10/07

As válvulas desmodrónicas da Ducati


Os motores de combustão interna estão a caminho de se tornarem peças históricas da antiguidade, mas nem todos os motores usam os mesmos mecanismos, e os motores "desmodrónicos" da Ducati são um exemplo curioso para os apreciadores de mecânica.

A maioria dos motores de combustão interna funciona segundo o mesmo princípio, mas nem todos usam o mesmo sistema de controlo para as válvulas. Habitualmente, as válvulas que permitem a entrada e saída de ar são abertas / empurradas por uma árvore de cames, regressando à posição de fechada por acção de uma mola nas mesmas.

O sistema desmodrónico, que actualmente ainda é utilizado pela Ducati, abdica das molas, usando actuadores na árvore de cames tanto para abrir como para fechar as válvulas.

A sua principal vantagem era superar por completo um fenómeno que pode ocorrer a rotações elevadas, quando a mola não tem força suficiente para fechar completamente a válvula no tempo disponível, causando danos graves na mesmas - sendo também mais eficiente na abertura das mesmas, por não ter que "lutar" contra a força da mola. Vantagens que explicam porque motivo este sistema actualmente ainda seja utilizado principalmente por motores de competição (até os motores de F1 utilizam uma variante deste sistema).


2 comentários:

  1. Muito bom! Sendo apaixonado por motas e já tendo tido várias, conhecia o termo "desmodrómicas", mas não tinha a minima noção do que significava! Excelente

    ResponderEliminar

[pub]