2018/10/04

Os gigabytes de upload da Netflix numa Smart TV da LG


A maioria das pessoas preocupa-se frequentemente com o volume de downloads que faz, mas espreitar o upload dos nossos equipamentos pode revelar situações não menos curiosas, como recentemente descobri graças ao uso da Netflix no meu televisor.

Como feliz possuidor de uma Smart TV LG OLED, o uso que lhe tenho dado é essencialmente Netflix, mais Netflix, e mais Netflix (ok, com um salto ao serviço de vídeo da Amazon de vez em quando). Isso é algo que facilmente foi confirmado ao espreitar as estatísticas do tráfego na rede, que para os últimos dois meses me indica que o televisor já fez o download de mais de 567GB - numa média de 10GB por dia, portanto.

Mas, o número que mais me surpreendeu, foi verificar que neste mesmo período surge indicado um upload de mais de 5GB de dados, por conta da Netflix!


Confesso que fiquei chocado... como era possível justificar-se que o meu televisor estivesse a enviar gigabytes de dados para a internet - fazendo-me até suspeitar que a Netflix pudesse estar a fazer um pouco de "P2P", usando os seus clientes para aliviar a carga na rede (não que isso fosse uma má ideia, se fosse comunicado aos clientes). Mas a verdade era bem mais simples, e sem necessidade de teorias da conspiração... trata-se de uma situação completamente normal.

Comparando com os restantes serviços indicados naquele mesmo ecrã, vemos que a percentagem de uploads face aos downloads até dá vantagem à Netflix face aos outros:
  • Netflix: 567.59GB - 5.61GB (1%)
  • MP4: 35.78GB - 562.2MB (1.5%)
  • Amazon Instant Video: 28.34GB - 590.3MB (2%)
  • Akamai.net: 11.46GB - 180.4MB (1.5%)

Estes valores de 1-2% de uploads podem ser facilmente justificados como sendo os pacotes enviados durante o processo normal de gestão dos downloads (dizendo que os dados chegaram correctamente, ou se há necessidade de os reenviar). Normalmente, são o tipo de coisa que se descarta completamente por não serem significativos, mas quando se fala num volume de 500GB de streaming... já se fazem notar. :)

4 comentários:

[pub]