2018/11/14

Cosmo Communicator recupera o formato dos Nokia com teclado


Os fãs dos velhinhos Nokia Communicator vão gostar de saber que há quem esteja a apostar no regresso deste formato de smartphones que se abrem para criar um mini-portátil - e considerando o valor já angariado por este Cosmo Communicator no Indiegogo, não há falta de interessados.

É certo que nos últimos anos temos assistido a um crescimento no tamanho dos smartphones, fazendo com que alguns deles já sejam verdadeiros mini-tablets, mas infelizmente há outros formatos que parecem ter ficado esquecidos. O formato dos Nokia Communicator (para não falar dos velhos micro-portáteis Oqo) é um desses casos, que felizmente foi agora recuperado por este Cosmo Communicator.




Quando fechado, temos um "smartphone" que conta com um touchscreen de 2" no exterior; quando aberto, temos um verdadeiro mini portátil, com ecrã Full HD+ de 5.99", CPU MediaTek P70, 6GB de RAM, 128GB+microSD, dual SIM, duas fichas USB-C, bateria de 4220mAh, e teclado físico. Um detalhe curioso é que, para além de vir com Android 9 Pie, podemos também optar por correr Linux ou Sailfish em multi-boot.

O objectivo era angariar 200 mil dólares, mas neste momento o projecto já conta com mais de 630 mil euros angariados!

Quem estiver interessado ainda poderá apanhar algumas unidades ao preço reduzido de 486 euros... se estiver disposto a arriscar que o projecto será bem sucedido. Se o for, a promessa de entrega das primeiras unidades está marcada para Maio de 2019 (um prazo que parece demasiado ambicioso para ser realista... mas... vamos acreditar que sim, e que este Cosmo Communicator não se tornará num falhanço ao estilo do ZX Spectrum Vega).


2 comentários:

  1. Para mim, fazia todo o sentido se fosse x86 com windows, mobile com androide já tenho o meu smartphone.

    ResponderEliminar
  2. Um produto de nicho claramente para um nicho cada vez mais pequeno.
    A quantidade de backers diz tudo.

    É enorme, é pesado, é provavelmente pouco resistente a quedas, e não me parece nada prático, tendo em contra os padrões que existem hoje no mercado.

    ResponderEliminar

[pub]