2018/11/29

DJI lança Osmo Pocket - mini-câmara 4K estabilizada


A DJI tinha prometido revelar um novo produto que não seria um drone, e cumpriu. O resultado é uma curiosa mini-câmara 4K com estabilização integrada e tamanho ultra-compacto que faz com que seja, literalmente, "de bolso".

A família de câmaras DJI Osmo passa a contar com um novo membro que parece ter tudo para se tornar num sucesso instantâneo. A Osmo Pocket tem cerca de 12cm de altura e vem equipada com uma câmara de 12MP com objectiva f/2.0 e campo de visão de 80º. É capaz de gravar vídeo 4K60 a 100Mbps, tem dois microfones, e uma bateria de 875mAh com autonomia para 140 minutos e que pode ser recarregada em 73 minutos. Conta ainda com um pequeno ecrã touchscreen de 1" acompanhado por alguns botões físicos para simplificar as operações mais imediatas.


O estabilizador de 2-eixos permite captar sequências com qualidade "cinematográfica", contando com diversos modos, incluindo o seguimento automático de alvos, assim como captação automática de panoramas, timelapses com movimento, fotos nocturnas com exposições longas, etc.

O seu tamanho ultra-compacto resolve um dos grandes problemas deste tipo de produtos - o seu volume, que faz com que em grande parte das vezes acabem por ser deixados em casa - e o seu preço de 359 euros está dentro daquilo que seria esperado para uma câmara e estabilizador de qualidade. A única coisa incompreensível é que a DJI optou por não integrar as comunicações wireless na câmara, obrigando a que se compre um módulo adicional (por €59!) para lhe dar capacidade de comunicação WiFi e BT.


4 comentários:

  1. Muito curioso para saber como será a qualidade do som.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se não tiver entrada para microfone externo é uma grande falha mas, a ideia do produto está excelente e de certeza que não tardará haver concorrência. O facto de a câmara ser muito pequena e leve os estabilizadores também são pequenos e pouco gastadores de energia.

      Eliminar
    2. É possível ligar microfone externo, mediante um adaptador (pago à parte).

      Eliminar
  2. Eu até concordo que os equipamentos tenham uma versão base a um preço base.

    Quem quiser extras (e estiver disposto a pagar) compra-os à parte.

    Éh pá, mas a ligação wireless ao smartphone num equipamento destes é indispensável, até porque o ecrã é minúsculo. Incorporado de origem não ia custar o mesmo que o acessório (59€). Aí não estiveram bem.

    ResponderEliminar

[pub]