2018/12/23

Harley aposta num futuro eléctrico para as motas


Depois de décadas de tradição, a Harley Davidson parece reconhecer que é preciso adaptar-se aos tempos modernos e faz forte aposta nos modelos eléctricos, que começará a vender já no próximo ano.

O característico barulho das Harley começará, já a partir do próximo ano, a dar lugar a um zumbido eléctrico que acompanhará o seu primeiro modelo eléctrico - a LiveWire. Resultante do protótipo apresentado há alguns anos, esta versão de produção irá tornar-se num "teste de fogo" para a marca, pondo à prova a capacidade da sua clientela se adaptar também aos novos tempos.


A marca continua a não revelar alguns dos detalhes que muito interessarão aos potenciais clientes - nomeadamente a autonomia, que por altura do protótipo era indicada como sendo de 85km - dados que só deverão ser anunciados no início de 2019, data em que também promete disponibilizar a informação referente às encomendas.

Uma coisa é certa, tal como há um enorme desejo de muitas pessoas adoptarem um carro eléctrico sem emissões, o mesmo acontece também entre os fãs das duas rodas. Ao ser uma das primeiras marcas "famosas" a fazer chegar ao mercado uma moto eléctrica, esperemos que seja uma aposta que dê frutos e obrigue o resto das marcas de motas a acelerarem o desenvolvimento neste sentido.

2 comentários:

  1. Definitivamente, têm que conseguir passar essa fasquia dos 85 Km de autonomia por ciclo de carga.

    ResponderEliminar
  2. Acredito que cheguem com a tecnologia actual os 150 a 180kms de autonomia...

    ResponderEliminar

[pub]