2018/12/08

Lâmpadas inteligentes vs Interruptores inteligentes

A facilidade com que hoje se podem encontrar "smart devices" para automatizar a casa por baixo custo não significa que todos os problemas fiquem automaticamente resolvidos. Um dos maiores dilemas a nível da iluminação é decidir se se opta por lâmpadas inteligentes ou interruptores inteligentes.

Hoje em dia podemos encontrar lâmpadas inteligentes WiFi por menos de 20 euros, que podem ser controladas de mil e uma formas; também se pode encontrar interruptores de parede WiFi por pouco mais de 20 euros  (neste caso um interruptor duplo). A questão é que ambos apresentam prós e contras, e não há necessariamente uma solução que seja "perfeita", quer num caso quer no outro.

Lâmpadas inteligentes

As lâmpadas inteligentes não dão muito que pensar, basta comprar, substituir a lâmpada "burra" pela nova, e já está! No entanto, embora se tenha toda a versatilidade do mundo para as controlar via app, serviços na internet via IFTTT ou até via comandos de voz com a Alexa e Google Assistant, tudo isso fica dependente do interruptor tradicional de parede a manter ligada: se alguém desligar o interruptor de parede, lá se vai toda a "inteligência".

Prós: facilidade de instalação; versatilidade de controlo (cor, brilho, tonalidade de branco, etc.)
Contras: fica dependente do interruptor de parede estar ligado; controlo avançado tem que ser feito via app ou outros sistema externo.

Interruptores inteligente

Por seu turno, os interruptores inteligentes podem ser um pouco mais complicados em termos de instalação, mas depois disso estar tratado deixamos de estar dependentes da posição em que o deixaram ficar. Podemos controlá-lo remotamente, e isso significa que implicitamente até as lâmpadas burras no circuito passam a estar sob nosso controlo.

Prós: automatiza lâmpadas tradicionais "burras"; não está dependente de deixarem o interruptor ligado.
Contras: instalação mais complicada; sem capacidade para ajustar cor / brilho / tonalidade das lâmpadas (mesmo que tenham essa capacidade)


Conclusão


Infelizmente não há nenhuma conclusão que seja ideal para todos os casos. Quem quiser ter total controlo sobre a sua iluminação deverá optar por lâmpadas inteligentes, que até dão a possibilidade de criar cenas diferentes num mesmo circuito (com umas lâmpadas com uma cor, outras com outras cores, etc.); mas com a condicionante de que terá que ter cuidado para deixar os interruptores tradicionais ligados, ou complementá-los com interruptores wireless que façam o serviço sem se ter que mexer nos interruptores originais (nem que seja com ajuda de um pouco de hacking, aproveitando sensores de baixo custo).

Eventualmente, até se pode considerar uma solução com lâmpadas inteligentes e interruptores inteligentes, embora isso faça aumentar toda a complexidade da automação: para se ligar uma lâmpada teria que se saber o estado do interruptor, ligá-lo se necessário, e ainda ligar e ajustar a lâmpada. Ao desligar-se, teríamos que saber se estamos a desligar todas as lâmpadas do circuito e se podemos desligar o interruptor, ou se alguma delas deverá ficar ligada, em cujo caso teríamos que manter o interruptor ligado, e desligar digitalmente as lâmpadas afectadas, deixando as outras ligadas.

Penso que não se justifica esta complexidade acrescida, sendo mais simples optar pelas lâmpadas inteligentes e interruptores adequados em complemento dos interruptores tradicionais, como referido no primeiro parágrafo desta secção.

E para o vosso caso, qual seria a solução ideal?

7 comentários:

  1. Já existe interruptores parecidos ao sonoff que já fazem Dimmer.
    HTTPS://forum.cpha.tech

    ResponderEliminar
  2. Interruptor é sempre melhor :-)
    E os livolo já fazem Dummer há muito :-P

    E agora já tem versão zigbee e APP por isso tens todas as funções ;-)

    ResponderEliminar
  3. Sim, fazem dimmer da forma "tradicional", não adequado para smart lamps (nem sequer para todas as lâmpadas LED).

    ResponderEliminar
  4. A grande desvantagem da lâmpada é que é um objecto a prazo, ou seja, um objecto caro a prazo.

    ResponderEliminar
  5. Boa tarde, eu tenho optado na maior parte dos casos por lâmpadas e projectores inteligentes, para ter uma autonomia completa opto por deixar o interruptor ''ON'' e depois é só mandar o Google assistente ligar o conjunto de lâmpadas ou lâmpadas individuais.

    Ainda tenho várias tomadas inteligentes que me servem de complemento para alguns aparelhos que quero controlar automaticamente como é o caso de uma maquina dispensadoras de alimento para gatos .

    Até agora não tenho sentido a necessidade de interruptores, até porque como é explicado no texto, na sua maioria só ligam e desligam, e mesmo os que fazem dimming acabamos por não tirar o proveito das lâmpadas inteligentes na sua plenitude mudando de core, criando cenas etc , etc.

    ResponderEliminar
  6. Neither, eu prefiro manter os interruptores e as lâmpadas burras e comprar um relay estilo Shelly 1 para colocar na caixa atrás dos interruptores.

    ResponderEliminar

[pub]