2019/01/19

Microsoft quer Cortana como serviço na Alexa, Google Assistant e outros


Satya Nadell, CEO da Microsoft, está consciente de que será complicado para a Cortana competir com concorrentes como a Alexa e Google Assistant, que já levam enorme avanço em produtos para os lares, e em vez disso neste serviço como complemento e não como concorrente directo.

Com a Microsoft a ter bem presente na memória a dispendiosa lição de tentar fazer vingar o seu Windows Phone perante o Android e iOS, a táctica para a Cortana vai ser exactamente a mesma que resultou do falhanço da sua plataforma mobile: em vez de a querer fazer vingar como produto isolado, transformá-la num serviço que possa ser acedido a partir dos sistemas concorrentes.

Satya Nadella quer que a Cortana passe a ser mais uma das vantagens disponíveis para os subscritores do Office 365, e que esteja disponível em qualquer plataforma ou assistente que estes decidam utilizar, tal como fazem com os restantes produtos e serviços Microsoft. Algo que a MS já tem feito, com a sua parceria com a Amazon a permitir que se possa utilizar a Cortana a partir da Alexa e a Alexa a partir da Cortana.

Uma jogada inteligente e que aposta na evolução dos assistentes digitais como serviços que se possam complementar e funcionar em paralelo, em vez de tentar criar um único que consiga dominar o mercado todo. No futuro, poderemos ter assistentes diversificados que serão especializados em diferentes tarefas: um que trate das automações da casa; outro que seja perito em encontrar respostas às nossas perguntas; outro que seja especializado em fazer reservas de hotéis e viagens; outro que contar histórias para entreter miúdos e graúdos; etc.

1 comentário:

  1. Eu não acho assim tão inteligente, penso que a decisão é tomada por exclusão de partes, no final a Microsoft fica ainda mais frágil, depois de ter sido erradicada dos SOs mobile, agora é a vez de claudicar dos assistentes, algo vai muito mal para os lados da Microsoft que se arrisca no futuro a ter como única arma para sobreviver o Office.

    ResponderEliminar

[pub]