2019/05/17

ZombieLoad pode abrandar Macs até 40%


Depois do Spectre e Meltdown, temos uma nova vulnerabilidade designada por ZombieLoad que afecta os CPUs Intel dos últimos dez anos - e cuja correcção pode prejudicar o desempenho dos Macs até 40%, segundo testes da própria Apple.

É a própria Apple que refere que as correcções para estas vulnerabilidades de execução especulativa podem reduzir o desempenho dos Macs em 40%, embora não indique expressamente quais os modelos e em que circunstâncias. No entanto, isso refere-se apenas a quem quiser ter a garantia absoluta de que não será alvo de um ataque deste tipo, e que muito provavelmente implica desactivar o HyperThreading dos CPUs, o que desde logo teria um impacto daquela magnitude.

Para a maioria dos utilizadores "normais", não será necessário ser tão radical, já que por agora não são conhecidos ataques que estejam a explorar estas falhas, e muitas delas não serão tão fáceis de explorar em situações práticas no mundo real. Ainda assim, não deixa de ser mais um rude golpe para a Intel, que se torna numa vítima do seu próprio sucesso, já que muitas destas falhas estão associadas à sua tecnologia de HyperThreading que visava optimizar a eficiência dos seus CPUs ao permitir que cada núcleo funcionasse "por dois" - mas que infelizmente permite que um processo seja capaz de inferir dados de processos a que não deveria ter acesso.

Se por um lado há que agradecer a capacidade e criatividade dos investigadores que descobrem estas falhas, por outro lado não podemos deixar de ficar um pouco desapontados por descobrir que graças a isso temos que ter CPU que já não se podem limitar a executar os comandos que lhes são enviados, mas que têm que também gastar recursos extra a desconfiar desses mesmos comandos.

1 comentário:

  1. É ridículo como é que os fabricantes de portáteis continuam a ter tão pouca oferta de portáteis com CPUs AMD quando só se descobrem vulnerabilidades atrás de vulnerabilidades nos CPUs Intel.

    ResponderEliminar

[pub]