2019/06/17

"Génio" da extorsão por downloads de porn vai 14 anos para a cadeia


Paul Hansmeier, que achava ter encontrado uma forma fácil e garantida de ganhar milhões à custa de incautos, foi condenado a 14 anos de prisão.

Este indivíduo está envolvido em inúmeros esquemas, que surpreenderam até os tribunais, mas aquele que se tornou mais popular tem a ver com a subversão completa dos direitos de autor. Através da empresa Prenda Law, Paul e o seu sócio perseguiam pessoas que tivessem feito downloads ilegais de filmes para adultos, apresentando-lhes uma conta de alguns milhares de dólares para pagar - um valor "tentado" face ao que os acusados teriam que gastar se quisessem contestar o caso nos tribunais. Só que neste caso este senhor teve a ideia genial de não se limitar a esperar pelos downloads ilegais: eles próprios colocavam os filmes nos sites pirata, para perseguirem quem os fosse buscar.

Só que o esquema nem sequer se limitava apenas a isto, sendo que as supostas empresas produtoras dos filmes - que ele usava para avançar com os processos - eram empresas falsas que nem sequer existiam. Ainda assim, estima-se que tenham conseguido extorquir mais de 6 milhões de dólares só entre 2010 e 2013, o que mostra como a actividade era bastante lucrativa.

Infelizmente para ele, agora chega a altura de ter que pagar pelas suas próprias ilegalidades, tendo sido condenado a 14 anos de prisão e a pagar 1.5 milhões de dólares às suas vítimas. Infelizmente, não me parece que vá ser o último caso relacionado com abusos dos direitos de autor, e cujas reforma infelizmente continua a considerar os consumidores como abusadores exclusivos sem se lembrar de todos os abusos cometidos por parte de quem tem, ou diz ter, os "direitos".

2 comentários:

  1. Deu lucro. Roubou 6 e devolve 1,5 milhões.

    ResponderEliminar
  2. "Pagar 1.5 milhões de dólares às suas vítimas"

    1 Milhão e meio a cada vitima ou esse valor é repartido por todas elas?

    ResponderEliminar

[pub]