2019/07/23

Tesla remove carregamentos gratuitos vitalícios dos automóveis usados


Encontrar um Tesla que ainda tenha direito a carregamentos gratuitos ilimitados vai tornar-se ainda mais complicado, com a marca a retirar esse benefício dos carros antigos em caso de venda em segunda mão.

Os carregamentos gratuitos nos postos Supercharger foram, durante muito tempo, uma forma de tornar mais apelativa a compra de um Tesla. No entanto, com a chegada do Model 3 e o aumento do volume de vendas, era uma oferta que se tornaria insustentável e que começou a ser alterada. Em 2017 os carregamentos ilimitados gratuitos passaram a estar associados à posse do carro e não ao veículo em si, para evitar que esse benefício pudesse ser transferido "eternamente" - e é precisamente isso que a Tesla passou a aplicar também aos carros usados. Carros usados que ainda tinham direito aos antigos carregamentos ilimitados deixam de o ter.

Embora ninguém goste de perder benefícios, não me parece que a alteração seja demasiado penalizadora, já que será algo que está expressamente indicado no momento da compra e o novo dono saberá no que se está a meter. Mais preocupado fico com a eventualidade da Tesla decidir expandir a mesma linha de raciocínio ao Autopilot, eventualmente fazendo com que um carro com Autopilot e modo Full Self Driving pago perca direito à opção caso seja vendido, significando que o novo dono teria que voltar a pagar por essas funcionalidades - um pouco ao estilo do que acontece nalguns jogos, em que mesmo que se venda o jogo em formato físico (CD/DVD) o novo dono terá que voltar a pagar pela sua "activação".

Esperemos que as coisas não cheguem a esse ponto, mas é um dos riscos de se começar a tratar os carros como plataformas de software - que é o que melhor se aplica aos Tesla, com a sua política de actualizações e melhorias constantes (e que para muitos veículos até vai incluir a actualização gratuita para o novo hardware do Autopilot).

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]