2019/08/17

Nova falha no para-quedas pode adiar ExoMars 2020


As ambições de colocar um rover Europeu em Marte já no próximo ano com a missão ExoMars 2020 sofreram novo revés que poderá levar ao adiamento do lançamento para 2020.

A missão conjunta da ESA e Roscosmos (Rússia) falhou o segundo teste do sistema de para-quedas que será de importância crítica para pousar o rover robótico em Marte - e que adquire relevância adicional quando nos relembramos que durante a primeira fase o módulo Schiaparelli caiu em Marte devido a um bug de software que o fez pensar que estava prestes a tocar o solo quando ainda estava a alta altitude.

Desta vez o sistema dispensa o uso de retrofoguetes, optando por um conjunto de múltiplos pára-quedas utilizados de forma sequencial para abrandar o rover e o fazer chegar ao solo em segurança.


Um sistema que utilizará um primeiro pára-quedas piloto que puxará o primeiro pára-quedas principal, que será posteriormente ejectado, dando início a uma repetição do processo com um segundo pára-quedas piloto que puxará o segundo pára-quedas principal.

É uma sequência que parece ser excessivamente complexa, mas necessária para abrandar das velocidades supersónicas na pouco densa atmosfera marciana - mas que infelizmente não parece ser fácil de afinar, com os pára-quedas a romperem-se durante o segundo teste, seguindo-se ao anterior teste que também falhou.

Ainda há mais testes para realizar, mas o problema é que se tudo não for resolvido em breve, não será possível lançar o ExoMars 2020 em 2020 como planeado; e se isso acontecer, a próxima janela de lançamento só acontecerá em 2022, quando Marte voltar a aproximar-se da Terra.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]