2019/09/01

Correcção do dieselgate da VW tinha nova batota escondida


Depois de ter sido apanhada a fazer a batota que deu origem ao escândalo "dieselegate" das emissões; descobre-se que a correcção efectuada pela VW contém uma nova batota que continua a permitir emissões acima do normal dependendo da temperatura exterior.

No caso original, foi descoberta uma batota que fazia com que os veículos do grupo VW (Volkswagen, Audi, Seat, e Skoda) apenas cumprissem as emissões poluentes durante o processo de testes das emissões. Assim que fossem conduzidos na via pública, a injecção do aditivo AdBlue era imensamente reduzida, deixando de anular as emissões. Em resultado do escândalo a VW comprometeu-se a corrigir o software... mas parece que nem isso conseguiu fazer sem introduzir novas batotas.

Foi descoberto que a correcção efectuada apenas funciona se a temperatura exterior estiver entre os 10ºC e 32ºC, fazendo com que em temperaturas mais frias ou quentes que esses valores, as emissões continuem a ser superiores às permitidas.

Não admira que a VW esteja estão interessada em se mudar para os veículos eléctricos quanto antes, já que a sua credibilidade e seriedade a nível dos veículos a combustão dificilmente poderá ser recuperada. Resta agora saber se o mercado estará disposto a confiar numa empresa que repetidamente tem recorrido a estas tácticas, e que mesmo quando é apanhada, nem sequer tem a atitude de pedir desculpa, em vez disso tentando desviar a conversa para outros lados.

... Se é capaz de fazer isto à custa da saúde de todos nós, será que alguém poderá confiar que o nível de bateria ou autonomia indicado por um automóvel eléctrico da VW será mesmo o que é indicado?

18 comentários:

  1. Mesmo assim continua a ser dos grupos que mais carros vende no mundo inteiro, interessante a falta de confiança das pessoas no grupo VW

    ResponderEliminar
  2. Em relação às autonomias dos elétricos, nenhuma carro elétrico de nenhuma marca cumpre com as autonomias anunciadas pelas marcas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também nenhum carro a combustão interna consome os valores anunciados.....

      Eliminar
  3. Está tudo louco a vw é que pága as favas não á um único fabricante que cumpra as normas.

    ResponderEliminar
  4. Andam carros a gasolina a cair de podres e eu pergunto a gasolina não faz gazes, deixem de denegrir a vw pois todas as marcas fazem fraude é tudo inveja pois os alemães não dão hipótese aos outros sempre andaram muito á frente no que diz respeito a tecnologia as outras marcas ditas muito sérias estão a anos luz da VW Audi Mercedes e BMW.

    ResponderEliminar
  5. Tenho um VW CC 2013 corrigido pela marca e só digo bem da VW tudo isso é mentira, é tudo inventado para aumentar o diesel e baixar a gasolina e vender eléctricos que depois quero ver as autoridades governamentais a circular nesses eléctricos para fazer tipo Algarve Porto ou Porto Lisboa a 200km hora😁

    ResponderEliminar
  6. Todos os carros recentes da VW usam adblue para quem não sabe o adblue protege as emissões expelidas para a atmosfera e mais a mais se a viatura não tiver este líquido aditivo o motor também não pega e por isso não se preocupem porque se estão a circular é porque estão dentro das normas da união europeia

    ResponderEliminar
  7. Deviam mas é começar a pensar em renovar as frotas de transportadoras e autocarros que esses sim são os verdadeiros poluentes deste nosso país e não são da Volkswagen.

    ResponderEliminar
  8. Esta notícia só devia preocupar quem vivesse em locais de 35graus ou de 0 graus mas pelos vistos são mais do que se pensa , não têm mais nada para noticiar tipo o valor absurdo dos combustíveis em Portugal era mais digno e proveitoso.

    ResponderEliminar
  9. Mãezinha, é só gente a comer gelados com a testa, pagam os carros e em vez de se indignarem, por vos fazerem de parvos com batota, ainda vêm para aqui defender a marca, que pode não ser a única a fazer batota, mas sem dúvida que é a que faz mais.
    Bem vindo a Portugal, quanto mais tem vão ao bujon mais apaixonado ficas.

    ResponderEliminar
  10. Tu que dizes mãezinha deves andar a ver muitos vídeos do Pierre Zago vê o último e assume-te.

    ResponderEliminar
  11. não é a única a fazer batota, depois ficou-se a saber que a toyota, a dialmer e a psa também faziam. a autonomia anunciada pela marca num elétrico nunca corresponde á autonomia real em condições reais, da mesma forma que o consumo de um carro de combustão anunciado nunca corresponde ao obtido. e por fim se calhar VW está a aldrabar os testes porque não consegue que os carros rejam fiáveis e ao mesmo tempo cumpram as normas, o que não é desculpa mas é uma filosofia da empresa. Por fim estamos num mundo em que as pessoas se indignam com a VW por aquilo que eles estão a fazer mas depois a primeira coisa que fazem aos seus carros mal o mecânico lhes diz que têm que limpar a admissão é bloquear a EGR e desfazer o filtro de particulas.

    ResponderEliminar
  12. Pois o meu 2.0 TDI após atualização do software, não sai da oficina!!
    Nunca mais foi o mesmo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mudem p marcas c tecnologia antiquada tipo Toyota Camry que c um motor 2,5 a gasolina e híbrido em testes gastou cerca de 6lts aos 100,(45 000eurs) e 5 anos de garantia,algo que os VW ainda estão longe de oferecer

      Eliminar
  13. O meu 2.0TDI de 143 cavalos bluemotion é uma fera em autoestrada poucos o deixam ficar mal, meto diesel Repsol neotech +10 nem pinga de fumo deita,estes carros principalmente que andam sempre em cidade têm tendência a ficar um pouco presos, aconselho por vezes fazerem viagens mais longas tipo em vias rápidas e autoestradas para expelir o carvão acumulado no sistema de escape por motivos do gasóleo ser de pouca qualidade e também como já disse não levaram uma puxadinha de vez em quando para também cuidar do turbo.

    ResponderEliminar
  14. Os dois últimos parágrafos colidem com os princípios éticos do jornalismo. Insinuar ou comentar não são funções informativas. Simplesmente contradizem a vossa máxima de: «Todos os artigos são publicados de forma isenta e de boa fé, com base na opinião dos respectivos autores.»

    Aqui ficam os parágrafos que deviam reestruturar:



    «Não admira que a VW esteja estão interessada em se mudar para os veículos eléctricos quanto antes, já que a sua credibilidade e seriedade a nível dos veículos a combustão dificilmente poderá ser recuperada. Resta agora saber se o mercado estará disposto a confiar numa empresa que repetidamente tem recorrido a estas tácticas, e que mesmo quando é apanhada, nem sequer tem a atitude de pedir desculpa, em vez disso tentando desviar a conversa para outros lados.

    ... Se é capaz de fazer isto à custa da saúde de todos nós, será que alguém poderá confiar que o nível de bateria ou autonomia indicado por um automóvel eléctrico da VW será mesmo o que é indicado?»

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente são insinuações merecidas, tendo em conta o histórico da empresa. Quanto ao penúltimo parágrafo, são factos, não percebo a "queixa".

      P.S. Isto não é um jornal, é um blog, que mesmo sendo isento não impede que faça transparecer as opiniões de quem escreve (são precisamente essas opiniões que são valorizadas por quem nos acompanha, e que nos diferenciam de outros sites que se limitem a "replicar" notícias).

      Eliminar

[pub]