2019/09/10

iPhone 11 vai estrear co-processador R1


Vamos ficar a conhecer o iPhone 11 mais logo, mas uma das novidades poderá ser um novo co-processador R1 que vem substituir a série M estreada no iPhone 5S.

A acompanhar o A7 do iPhone 5S a Apple estreou o seu co-processador de movimento M7. Com este co-processador, ligado aos sensores de movimento, era possível guardar informação sobre os movimentos, passos, etc. mesmo enquanto o processador principal estava "adormecido". Ao longo dos anos foram sendo feitas algumas melhorias, mas agora parece que teremos o primeiro salto substancial na sua evolução.

A acompanhar o A13 que se espera para o iPhone 11, teremos um novo co-processador "Rose" R1 (ou eventualmente, R13, dependendo da numeração que a Apple quiser adoptar) que elevará as capacidades de tracking de movimento a outro nível.v Enquanto os co-processadores M apenas estavam ligados aos acelerómetros, giroscópio, bússola, barómetro e microfones; este R1 irá ser ligado a uma câmara, Bluetooth 5.1 (que permite saber o ângulo de recepção das comunicações), ultra-wideband (permitindo localização centenas de vezes mais precisas que o BT), e IMU (inertial measurement unit) .

É de esperar que este chip tenha papel importante na estreia dos chips de localização da Apple, permitindo localizar com grande precisão o seu posicionamento; e com o acesso à câmara, também acelerar o tracking para efeitos de realidade aumentada, tornando-o muito mais eficiente e menos gastador em termos de energia.

Actualização: afinal foi designado por U1.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]