2019/09/01

Raspberry Pi 4 com PCIe funcional


E se o Raspberry Pi 4 pudesse ser usado com controladores SATA, e até placas gráficas Nvidia ou AMD? Poderá estar mais perto do que se imagina, devido à presença de um barramento PCIe.

O Raspberry Pi 4 tem múltiplas melhorias face aos modelos anteriores, sendo que uma das mais bem vindas é agora contar com USB 3.0 digno desse nome, que se tornou possível graças à utilização de uma ligação PCIe. Esta é uma ligação que não está acessível aos utilizadores... a não ser que não se tenha receio de recorrer a um ferro de soldar. Conhecendo-se o público alvo do Raspberry Pi, obviamente que não faltam pessoas dispostas a isso, e os resultados são promissores.

Embora aceder ao PCIe do RPI 4 esteja longe de ser uma tarefa fácil ou recomendada (nesta fase), há múltiplos curiosos que se têm aventurado nisso. Um dos mais recentes partilhou o processo ficar com um PCIe funcional no Raspberry Pi 4.


Para além de se ter que remover o controlador USB para se ter acesso ao PCIe (e como tal, perder as portas USB funcionais no processo), foi necessário recompilar o sistema para que passasse a reconhecer mais dispositivos PCIe, senão estava limitado a reconhecer apenas um. Depois disso, foi relativamente simples fazer com que o sistema passasse a reconhecer toda uma série de outros dispositivos, incluindo uma Radeon HD 7990 e uma Nvidia GTX 1060. Claro que ainda falta a parte de conseguir colocar drivers funcionais que permitam tirar partido destes GPUs (ou outros dispositivos que se venham a ligar)... mas a esta ritmo, não deverá faltar muito.

... Vamos ver se para o Raspberry Pi 5 poderemos contar com um PCIe mais amigável e facilmente acessível sem recurso ao ferro de soldar. :)

3 comentários:

  1. Para isso compra-se diretamente um Celeron ou Pentium Gold. O objetivo do RPi é ser pequeno, barato e livre. Interessante era se tivesse USB 4 ou Thunderbolt 3 e aí dava para ligar tal placa externa sem stress

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma coisa não invalida a outra. O RPI é mais barato que qualquer CPU Intel, e mais compacto. Se tivesse a possibilidade de ser ligado a PCIe abriria todo um novo conjunto de capacidades que de momento não tem.
      Como se pode ver pelo trabalho que dá, não será coisa que nesta versão se vá tornar muito disseminada - mas pode dar origem a variantes (estilo os Banana Pi) que venham com o acesso oficial ao PCIe.

      Eliminar

[pub]