2019/09/28

Rússia vai manter segredo sobre origem do buraco na Soyuz


Em vez de esclarecer o mistério, a Rússia prefere dar carta-branca para que prossigam as "teorias de conspiração", dizendo que prefere manter em segredo a origem do buraco descoberto a bordo de uma cápsula Soyuz.

A situação é verdadeiramente insólita. Em Agosto de 2018 foi detectada uma redução gradual da pressão a bordo da ISS. Depois de investigado, descobriu-se que a fuga estava localizada na Soyuz MS-09, que já lá estava há cerca de três meses. Complicando ainda mais a situação, veio-se a descobrir que a fuga era na verdade um furo perfeito com 2mm de diâmeto, que parecia ter sido feito a partir do interior.

O caso deu alvo a inúmeras investigações, mas agora surge a grande surpresa da Roscosmos (a agência espacial russa) dizer que já determinou o que esteve na origem do buraco, mas que não irá revelar essa informação publicamente.


A situação irá seguramente tornar mais tensas as relações entre Rússia e EUA (e o resto da comunidade internacional envolvida na ISS), e faz com que seja ainda mais embaraçosa a necessidade dos EUA precisarem da boleia russa para enviarem astronautas para o espaço (e trazerem-nos de volta).

Pior ainda, mesmo que no próximo ano já se possa ter uma cápsula Crew Dragon da SpaceX com capacidade para transportar astronautas, permanece a questão de potencialmente haver um astronauta que acha "divertido" fazer furos nas naves espaciais... o que não será propriamente um grande contributo para o desejado clima de cooperação e tranquilidade a bordo da ISS.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]