2019/12/22

Amazon já dispensa transportadoras externas para metade das entregas


O gigante do comércio online Amazon, que em tempos era o melhor cliente das empresas de transportes, entra agora na fase em que já usa os seus próprios aviões e carrinhas para metade das suas entregas e vai dispensando as empresas externas.

Há quase uma década que a Amazon começou a investir na sua própria rede de transportes para controlar toda a parte logística, incluindo a sua frota de aviões, e os resultados começam a fazer-se notar. Actualmente já quase metade das encomendas nos EUA são entregues através da própria Amazon, dispensando os serviços das empresas habituais como a UPS e FedEx.

Mais assustador e preocupante para estas empresas, é que a Amazon se prepara para ultrapassar estas empresas nos próximos anos, sendo que actualmente já entrega 2.5 mil milhões de encomendas por ano, aproximando-se dos 3 mil milhões da FedEx; e sendo uma questão de tempo até que atinja ou supere os 4.7 mil milhões de encomendas da UPS. Coisa que poderá acontecer bem mais cedo do que se pensa, já que num único ano a Amazon deu o salto dos 20% das entregas usando a sua própria rede para quase 50%!

A longo prazo... arriscamos-nos a ver todas as empresas de transportes a ficarem extintas ou serem absorvidas pela Amazon. Relembrando o velho clássico da década de 90 "Demolition Man", que nos mostrava um futuro em que todos os restaurantes eram Pizza Hut; talvez tivesse sido mais acertado mostrar que todos os serviços de correio e entregas eram Amazon (tirando o pequeno detalhe da Amazon nem sequer existir em 1993 - só viria a ser criada no ano seguinte, ainda sob o nome Cadabra.)

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]