2019/12/03

Falha em monitor de diabetes deixa pessoas em risco


O monitor de diabetes Dexcom G6 veio facilitar a vida a milhões de pessoas, mas mostra como a dependência na tecnologia também se pode revelar fatal.

Com o Dexcom G6 é possível monitorizar o nível de glucose quase em tempo real, evitando que miúdos e graúdos tenham que fazer o controlo manual a cada par de horas para garantir que tudo está dentro dos limites correctos. Só que, a comodidade que oferece ao dar alertas sempre que o nível sobe ou desce demasiado, torna-se num factor de risco quando existe alguma falha que impede o envio desses alertas, como aconteceu durante um fim-de-semana.

Já todos terão passado por algum bug de uma app que deixou de enviar notificações por algum tempo, e terão achado isso "incómodo" em maior ou menor grau dependendo da app. Agora, imaginem que essas notificações que deixaram de receber dizem respeito a valores críticos para os diabéticos. Famílias que já se tinham habituadas a dormir descansadas, confiantes de que este sistema enviaria alertas, ficaram em pânico ao descobrir que o sistema não estava a funcionar, e que as medições dos seus filhos poderiam estar em valores anormais sem terem sido alertados para isso.

A questão nem sequer é exigir que todo o sistema funcione à prova de falhas - já que bem sabemos que, por muito que se tente, há sempre que contemplar que algo poderá falhar - mas sim o de, pelo menos, alertar os utilizadores quando o sistema não está a funcionar, de modo a que possam regressar ao controlo manual, como faziam antes de usar monitores de glucose como este Dexcom G6. Aliás, acho muito estranho que para algo de importância tão crítica, não exista um alarme emitido localmente no caso de leituras fora dos parâmetros, sem dependência de apps, serviços externos, ou ligação à internet.

... Algo a ter em conta, antes de potencialmente confiarem a vossa vida a um serviço "na cloud"!

1 comentário:

[pub]