2020/01/25

Noruega proíbe anúncio enganador da Toyota a promover os seus híbridos "auto-carregáveis"


A Toyota, em tempos associada aos carros híbridos pouco poluentes, parece estar agora a fazer todos os possíveis para ficar no lado oposto da escala com campanhas publicitárias enganadoras, que foram banidas da Noruega.

A campanha em questão tentava apresentar a linha de híbridos da Lexus com sendo "auto-carregáveis", passando a imagem de que se tratavam de carros eléctricos mas com a vantagem de nunca precisarem de ser ligados a uma tomada para serem carregados. Só se esqueceu de referir que isso é feito à custa do motor a gasolina, com todas as desvantagens a isso associadas, nomeadamente a parte de ter que gastar dinheiro a abastecer o carro regularmente - aquele ritual que os possuidores dos carros eléctricos já conseguiram "desaprender" sem qualquer vontade de retomar.


A entidade de defesa do consumidor norueguesa considerou esta publicidade enganadora e proibiu-a.

Eu continuo sem perceber é como a Toyota, que durante tantos anos conseguiu manter-se no topo dos fabricantes dos carros mais "verdes"; parece ter adormecido completamente e se esquecido de fazer a evolução para os carros 100% eléctricos. E depois, ainda tem a péssima ideia de querer fazer passar os consumidores por lorpas com campanhas como esta... Sim, estiveram muito bem no tempo dos híbridos, agradecemos, agora vejam se se mentalizam que o tempo dos híbridos já passou, e mandem cá para fora eléctricos a 100%.

4 comentários:

  1. aquele ritual que os possuidores dos carros eléctricos já conseguiram "desaprender" sem qualquer vontade de retomar. - esta frase deve ser engano...puxe lá pela cabecinha...

    agradecemos, agora vejam se se mentalizam que o tempo dos híbridos já passou, e mandem cá para fora eléctricos a 100%... anda mal informado...
    garante então que o futuro é eléctrico a pilhas ? tem um carro a pilhas? nao abastece? é auto recarregável? acha boa opção o eléctrico neste momento?

    ResponderEliminar
  2. Artigo fora da realidade. Os híbridos tem um papel importantíssimo, neste momento, e será através deles que se chegará nos carros não poluentes. Que não consumam combustíveis derivados de petróleo... aí sim. Mas o mais interessante para o público é, obviamente, eliminar o intermediário que é o posto de carregamento, aumentando vertiginosamente a autonomia e reduzindo custos e tempos.

    ResponderEliminar
  3. Toyota...com o seu know how de todos estes anos de hibridos (fabrico das baterias/controlo de celulas/qualidade&degração/regenerative/etcetc) deixam se adormecer.Entendo que as baterias dos hibridos são pequenas (ate ~5kws)e só a pouco tempo é que tem os plugins, mas já poderiam ter fabricado alguns modelos a mtos anos atrás fulleletic como fez a nisso Nissan com o modelo leaf.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho um hibrido plug-in com uma bateria de 13kw o que já da para 50/55 klm e ajuda (de que maneira) os consumos aquando de viagens maiores. confesso que era pessimista e agora o meu carro consome bem menos que o meu anterior 1.5 d de ultima geração! super contente com a mudançã! agora de facto 'auto carregaveis' foi pouco feliz. mas o RAV4 está a ser lançado agora como plug-in, pelo que finalmente a toyota começa a seguir o bom caminho até aos 100 % electricos! abr

      Eliminar

[pub]