2020/02/13

Huawei devolve acusações de espionagem aos EUA


A guerra entre EUA e Huawei continua, desta vez com a Huawei a devolver as acusações mais recentes de espionagem que foram lançadas pelos EUA.

Os EUA lançaram nova acusação de que a Huawei teria backdoors de acesso aos equipamentos instalados nos operadores de telecomunicações. Agora, é a Huawei a contra-atacar, apresentando uma série de pontos que têm sido frisados repetidamente por todos os que não têm ficado convencidos pela cantiga dos EUA.

A começar, referem a continuada ausência de provas que demonstrem a tal espionagem que os EUA dizem que está a ser feita. Depois relembram que seria impossível fazerem a tal espionagem indetectada, já que os operadores têm os seus próprios sistemas de segurança, que facilmente detectaria qualquer tipo de acesso não autorizado ou transferência de dados - relembrando ainda que são os próprios governos que definem a existência de qualquer backdoor implementado, para acesso por parte das suas agências de inteligência / autoridades. E por fim, relembram também que são os próprios EUA que têm um longo historial de espionagem e manipulação de produtos, não deixando de relembrar as revelações feitas por Edward Snowden.

Veremos se os EUA realmente comprovam as suas acusações com provas concretas; sendo que, de uma forma ou de outra, me parece que se estarão a colocar num beco sem saída. É que, independentemente de quem tiver mais / menos razão, a única solução será apostar em sistemas de encriptação que garantam a segurança - e isso é precisamente algo que os EUA não querem fazer, já que preferem manter o acesso aos dados pelos habituais "motivos de segurança". A questão é que... se esse acesso aos dados for possível para o uso dito "legítimo", também o será inevitavelmente para todos os demais usos ilegítmos.


Actualização: Os EUA formalizaram a acusação contra a Huawei.

2 comentários:

  1. E aqui temos a resposta dos EUA

    Chinese Telecommunications Conglomerate Huawei and Subsidiaries Charged in Racketeering Conspiracy and Conspiracy to Steal Trade Secrets (RICO)

    https://www.justice.gov/opa/pr/chinese-telecommunications-conglomerate-huawei-and-subsidiaries-charged-racketeering

    ResponderEliminar
  2. Não deixa de ser irónico que um país (EUA) que espia tudo e todos, ou pelo menos faz tudo ao seu alcance para tal, esteja a acusar outro país (China) de fazer ou pelo menos tentar fazer exactamente o mesmo.
    Será que não gostam de "concorrência"?
    Será que é só para as empresas deles venderem mais que os Chineses?
    Porque para espiar já se sabe que seja quem for que fabrique... a espionagem está garantida através das péssimas especificações... que eles garantem sempre que são melhores, mas logo que os especialistas (independentes) no assunto começam a "escavar" começam logo a encontrar porcaria e a ver que nunca é tão bom como quem supostamente desenhou gosta de dar a entender.
    Além disso os chineses (e os outros) podem meter "portas de trás" em que por exemplo a antena pode receber um determinado padrão e o processador ter um micro-código que interpreta esse padrão como sendo uma ordem para se avariar permanentemente... imaginem de um momento para o outro as antenas deixarem todas de comunicar com uma única ordem enviada de um satélite, avião, ou uma carrinha a circular pelo país. E já se sabe que o que não tem faltado nos routers e por aí em diante é "portas de trás" com todo o tipo de truques desde códigos embebidos de fábrica a vulnerabilidades que talvez sejam inocentes mas talvez sejam propositadas... mas no "final do dia" dão acesso aos equipamentos.

    ResponderEliminar

[pub]