2020/03/04

Android ganha detecção de toques mais "carregados"


Em contraciclo com a Apple, a Google adicionou ao Android a capacidade de reconhecer toques feitos com mais força, sem necessidade de usar hardware especial.

Enquanto a Apple silenciosamente deixou de fazer referência ao 3D Touch que tinha apresentado como sendo "a próxima evolução no touch", acabando por o abandonar por completo nos iPhones mais recentes, a Google avança em sentido oposto com o seu Deep Press, que chegou na mais recente actualização Android com novidades para os Pixel.

Infelizmente não há grandes detalhes sobre como é que a Google consegue fazer isto usando um touchscreen normal, havendo apenas referências a processos de machine learning que tentam diferenciar entre as áreas de toque no touchscreen feitas com um dedo à pressão normal e com a área maior quando se pressiona o dedo com mais força - mas sendo um processo que se revela mais complexo do que pode parecer à primeira vista, por exemplo para evitar que a área de toque normal de um polegar seja reconhecido como um indicador a fazer mais força.

Talvez por isso a Google por agora limite a utilização destes "toques mais carregados" apenas ao processo de acelerar o acesso a funcionalidades do long press. Pelo que a diferença será apenas poupar tempo ou não poupar tempo, em vez de frustrar os utilizadores ao dar acesso ou não dar acesso a determinada função.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]