2020/03/04

Hackers atacam smartphones via vibração em mesas


Depois dos ataques com lasers, temos agora uma nova variante que faz chegar comandos de voz inaudíveis a smartphones através de vibrações numa mesa.

Embora o princípio seja o mesmo de ataques já vistos no passado, como os que usavam frequências ultra-sónicas para enviar comandos "inaudíveis" aos assistentes de voz, desta vez a forma como é feita essa transmissão é diferente: através de vibrações feitas numa superfície adequada que pode ser disfarçada numa mesa.



Embora haja funções que poderão não estar acessíveis através do assistente de voz num smartphone bloqueado, há muitas outras que continuam a poder ser feitas - incluindo iniciar chamadas. E se for num cenário em que o utilizador passe uma boa parte do tempo com o smartphone pousado sobre a mesa sem lhe prestar atenção, as possibilidades multiplicam-se.

Em circunstâncias ideais, o ataque pode até ser efectuado a grande distância (quase 10 metros), o que evita a necessidade de ter equipamento potencialmente suspeito por perto - embora não me pareça que seja difícil esconder o material necessário debaixo do tampo de uma mesa comum.


Os investigadores aconselham que se desactive o assistente de voz quando o smartphone está bloqueado, ou em alternativa usar uma capa de protecção que seja capaz de absorver as vibrações e impedir este tipo de ataque. (Mas entre frequências ultra-sónicas, vibrações, lasers, e sabe-se lá que mais, qualquer dia temos que andar com o smartphone dentro de uma caixa opaca, com isolamento térmico, acústico, de vibrações, etc.)

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]