2020/03/04

Streaming de jogos GeForce Now da Nvidia desagrada a editores


Os conflitos de interesses podem por em causa o futuro do serviço de streaming GeForce Now da Nvidia, aquele que mais se aproximava do serviço desejado pelos jogadores.

São cada vez mais os editores e estúdios que estão a retirar os seus jogos do GeForce Now da Nvidia, por não estarem agradados com a forma como o serviço dá a liberdade aos utilizadores de instalarem jogos que já tenham comprado anteriormente.

Ao contrário de outros serviços de streaming, como o Google Stadia, que obriga os jogadores a comprarem novamente os jogos para esse serviço, mesmo que já os tivessem comprado para os seus PCs; o GeForce Now permite que os utilizadores tenham acesso aos jogos que já têm na sua biblioteca do Steam, acedendo-lhes através de uma máquina virtual na cloud.

É este ponto que parece estar a ser problemático para estúdios como a Activision Blizzard e a Bethesda, assim como outros developers, que já proibiram a utilização dos seus jogos no serviço de streaming da Nvidia. A posição dos developers é a de que devem ser eles a ditar onde é que os jogadores podem jogar os seus jogos; mas que entra em conflito directo com os jogadores que acham que será direito seu poderem instalar e jogar os jogos que comprarem, onde muito bem entenderem (neste caso, numa máquina virtual).

A disputa está longe de ficar resolvida, mas enquanto os estúdios vão apontado a culpa para a Nvidia, por não ter pedido "autorização" para disponibilizar os jogos, parece-me que a maioria dos jogadores irá optar por pedir esclarecimentos aos estúdios sobre quererem ter ainda mais controlo sobre a forma como se podem usar os jogos que já foram comprados!

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]