2020/03/31

Microsoft 365 vem substituir Office 365


A MS revelou os seus novos planos de subscrição Microsoft 365 Personal e Family, que vêm substituir os planos Office 365 e dar mais um passo no sentido que há muito se espera, de tornar toda plataforma Windows num serviço com mensalidades pagas.

Digam adeus aos Office 365, digam olá aos novos planos Microsoft 365. O plano pessoal custa $6.99 por mês enquanto o plano familiar (para 6 pessoas) custa $9.99 - e com isso dão acesso ao Office, espaço OneDrive, e toda uma série de novas funcionalidades e benefícios que estão prometidos para os próximos meses.

Integração de todos os serviços, controlo de utilização dos restantes membros da família (incluindo a possibilidade de seguir a localização dos mais novos e saber quando chegam ou saem da escola / casa), e toda uma séries de funcionalidades no Office, são alguns dos elementos com os quais a MS espera convencer os utilizadores Windows a aderir a estes novos planos.


As apps do Office contam também com bastantes melhorias, com correcções e sugestões melhoradas no Word, mais inteligência no Excel (podendo detectar automaticamente centenas de estilos de dados - até Pokémon!), e até um "treinador vocal" no PowerPoint, que pode analisar a voz durante o treino de uma apresentação para indicar se estamos a usar o tom e cadência mais adequados.

Mesmo não sendo utilizador (nem fã) do Office, reconheço que este Microsoft 365 não deixa de ser uma oferta interessante (tal como acontecia com o Office 365). E que, nem que fosse pelo 1TB de espaço na cloud para cada utilizador, o torna numa opção a considerar. Por outro lado, este passo no sentido de tornar o Windows num serviço com mensalidade volta a relembrar que já era mais que tempo de a MS assumir esse objectivo e disponibilizar o Windows 10 gratuitamente, sem rodeios.

2 comentários:

  1. Pode parecer estranho mas gostava mesmo de ter o Office nativo em Linux.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu pelo contrário, em tempos passados, tentei esquecer o Office e começar a utilizar exclusivamente os "concorrentes" de código aberto. Tentei e até tive uma boa experiência, mas diga-se a verdade, o Office é incomparavelmente melhor e mais agradável.

      Eliminar

[pub]