2020/03/31

Cadeado digital TappLock pode ser aberto com um íman


O cadeado com sensor de impressões digitais TappLock volta a ser notícia, mas é novamente por maus motivos: agora sendo demonstrado que pode ser aberto usando-se um íman.

Apresentado no início de 2016(!) numa campanha de crowdfunding, os TappLock demoraram bastante tempo a tornar-se realidade (sendo que mesmo neste momento continuam desaparecidos os modelos Lite que estavam prometidos - e eu sou uma das pessoas que continua à espera de receber um desses). Depois, quando em 2018 finalmente começaram a chegar ao mercado os modelos maiores... o resultado foi desastroso.

Primeiro, descobriu-se que o cadeado podia ser aberto mecanicamente em 30 segundos, e logo de seguida que não dispunha de qualquer segurança a nível das comunicações Bluetooth e que também podia ser aberto com facilidade. No ano seguinte, a TappLock apresentou uma nova versão que prometia resolver esses problemas... mas agora temos nova demonstração que a segurança que oferece é sempre relativa.

Desta vez a demonstração recorre a um simples íman para activar o motor que liberta a tranca do cadeado... (e que na verdade é uma táctica bem conhecida entre os "lockpickers" para atacarem fechaduras electrónicas).

Os responsáveis da TappLock - que têm estado desaparecidos do Indiegogo há quase um ano - deixaram um comentário a "agradecer" a descoberta da vulnerabilidade, referindo que irão fazer novas alterações para precaver contra este tipo de ataque.


1 comentário:

  1. Penso que a solução seja colocar um isolamento magnético em redor do motor elétrico, para que este não sinta o campo magnético do íman.

    Ou seja só lá vai com novo hardware deixando os atuais cadeados desprotegidos

    ResponderEliminar

[pub]