2020/04/09

MediaTek faz batota nos benchmarks


Quando se pensava que a indústria já tinha aprendido a lição, a MediaTek estraga a reputação conquistada nos últimos anos, ao se descobrir que também faz batota nos benchmarks dos seus chips mobile.

Depois do caso bem conhecido da Samsung, descobre-se que também a MediaTek toma bastantes liberdades com os benchmarks, incluindo código para detectar quando um benchmark está a ser executado e activando um perfil de máximo desempenho com consumos e aquecimento acima do que seria possível manter a tempo inteiro - precisamente aquilo que a Samsung fazia.

E tal como a Samsung, a MediaTek também aposta na mesma reacção, tentando justificar o que faz em vez de admitir que estavam a enganar os consumidores e pedirem desculpa.

Diz a MediaTek que os smartphones já fazem a gestão do desempenho em função das tarefas que estão a executar, e que portanto, isto é algo "natural"; refere também que os fabricantes de smartphones que usam os seus chips podem desactivar este comportamento se não o desejarem; e por último, a tradicional justificação de que "outras empresas também o fazem".

O que é pena é que isto vem estragar a confiança que conseguiu arduamente conquistar ao longo dos últimos anos, e com este episódio irá afastar muitos potenciais interessados dos seus mais recentes CPUs como os Dimensity 1000, que até poderiam ser alternativas interessantes aos CPUs das marcas mais dispendiosas.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]