2020/06/21

Ebay assediou casal que criticava a plataforma


Numa história que confirma que a "realidade supera a ficção", vários funcionários do Ebay foram presos, depois de terem lançado uma campanha de assédio extremo - ordenada pelo CEO da altura(!) - a um casal que criticava a plataforma, chegando ao ponto de enviarem caixas com baratas, aranhas, e larvas para a sua casa.

Comentários negativos na internet não é nada de novo, sendo algo que, na maioria dos casos, é simplesmente ignorado ou eliminado. No entanto, o ex-CEO do Ebay, Devin Wenig, parece ter levado a coisa a peito relativamente a uma newsletter que criticava o Ebay, ao ponto de ordenar ao seu "security director" que lançasse uma campanha exaustiva de assédio e ameaças contra o casal responsável.

A campanha incluiu coisas como envio de pacotes com conteúdos "nojentos" (insectos vivos, máscaras com sangue), envio de flores para funerais, organização de eventos falsos na morada do casal que lá faziam surgir estranhos, pintar graffiti nas suas paredes, e até colocar carros a segui-los sempre que saiam de casa. Uma campanha que foi aprovada pelo então CEO do Ebay, que deu carta branca ao seu director de segurança para que "arrumasse com ela" usando tudo e qualquer coisa que fosse necessária.


Esse CEO já foi afastado, assim como os executivos envolvidos nesta situação inacreditável, sendo que seis deles já foram detidos pelas autoridades - mas o ex-CEO parece continuar cá fora, pelo menos até que seja denunciado pelos detidos (se bem que, a avaliar pela forma como ele lida com quem não gosta, não sei se algum deles estará disposto a fazê-lo).

Esperemos que a moda não pegue entre as empresas tecnológicas senão, um destes dias, começamos a ver equipas de mercenários a trabalhar para a Apple, Google, Facebook e Amazon, a perseguirem todos os que falam mal deles na internet.

1 comentário:

[pub]