2021/05/03

Austrália quer ensinar ciber-segurança às crianças do 1º Ciclo

Na Austrália há uma proposta para inserir regras de ciber-segurança logo no primeiro ciclo, às crianças a partir dos 5 anos.

Mudam-se os tempos, mudam-se as competências. Noutros tempos, os alunos do primeiro ciclo / escola primária, seriam obrigados a decorar todos os rios e estações ferroviárias de Portugal; mas, nos tempos actuais, pode haver outras coisas que acabem por ser mais vantajosas. Na Austrália há uma proposta para ensinar regras de cibersegurança às crianças logo desde os primeiros anos de aprendizagem.

Quando uma criança chega ao primeiro ciclo é quase garantido que já será "especialista" a mexer num smartphone ou tablet, mas poderá não ter ainda noção do impacto que as suas acções no mundo online possam ter. Com esta proposta australiana, o objectivo não é formar jovens hackers, mas sim a de as sensibilizar para esses riscos, com coisas como:
  • Não partilhar dados pessoais como data de nascimento, nome completo, ou morada
  • Regras para a criação de usernames e passwords
  • Terem cuidado com publicação de fotos com geolocalização ou que incluam elementos identificativos, como uniformes escolares ou locais facilmente reconhecíveis
Por altura do terceiro ou quarto ciclo poderiam ser incluídas também algumas noções básicas a nível de identificação de fake news, ou de como não se deve simplesmente propagar informação que não esteja devidamente validade, e o impacto que isso pode ter.

Veremos se a proposta é aprovada, e se poderá servir de inspiração para que outros países pensem em adoptar medidas idênticas nos seus currículos lectivos.

2 comentários:

  1. Faria todo o sentido.
    Isto juntando a técnicas basicas de programação, apenas para criar o mindset. Acho que seria perfeito.

    ResponderEliminar

[pub]