2021/06/18

Análise ao rato Mountain Makalu 67

Depois de já por cá terem passados muitos ratos de marcas mais conhecidas, hoje vamos ver que tal se comporta este Makalu 67 da Mountain.

Mountain Makalu 67

O rato Makalu 67 adopta um estilo curioso, que também tem sido seguido por muitas outras marcas, com um corpo perfurado que ajuda a poupar peso - e também contribui para um atractivo design visual. No entanto, é algo que também me faz recear um pouco a acumulação de pó ao longo de meses de utilização, mas sendo algo que provavelmente se resolve aspirando ou soprando ar. A marca recorrer a um sensor PixArt PAW3370 capaz de fazer leituras até 19.000 DPI, interruptores Omron de alta-qualidade, sistema de iluminação RGB configurável, e também um cabo ultra-flexível a que chama Mountain Lifeline Cable para tornar a utilização do rato tão confortável quanto a de um rato sem fios.

O rato chega muito bem acomodado e acondiciconado numa caixa de qualidade, que pode ser quase irrelevante (não vamos usar a caixa para além do primeiro dia, ao abri-la) mas demonstra a preocupação da marca com a apresentação dos seus produtos. Inclui também dois pés deslizantes adicionais adesivos para substituir os de origem, quando tal for necessário.

O cabo, do qual a marca tanto se orgulha, tem uma resistência que se pode equiparar a um fio de lã. Ou seja, extremamente flexível e que evita que se tenha que andar a "lutar" com o cabo para mover o rato para onde se quiser.


Em utilização

O Makalu 67 não exagera nos botões, limitando-se a apresentar aqueles que se podem considerar indispensáveis nos dias de hoje: temos o botão esquerdo, direito, a roda de scroll com clique, e dois botões laterais do lado esquerdo. Temos ainda um botão adicional central, que permite ajustar a definição dos DPIs instantaneamente em quatro níveis, sem necessidade de recorrer às configurações do rato no computador, e que são indicadas através de quatro pequenos LEDs.

Não é fácil captar em fotos as cores vivas dos LEDs que o rato produz, mas o efeito ao vivo é bastante simpático, e conta ainda com uma agradável iluminação azul que emana suavemente do interior do rato, e que garante que o mesmo não ficará "perdido" mesmo para quem gostar de jogar (ou trabalhar) num quarto às escuras.


Apreciação final

Tendo sido o meu primeiro contacto com esta marca, a impressão inicial foi francamente positiva. Nota-se que é uma marca que quer conquistar o mercado e atrair clientes que fiquem fidelizados, e por isso aposta não só na qualidade de construção como também na qualidade da apresentação. Não se podendo dizer que o rato irá superar aquilo que a concorrência tem para oferecer, consegue pelo menos atrair as atenções e merecer a confiança suficiente para vermos que tal se irá comportar a médio e longo prazo - uma área onde algumas novas marcas deixam a desejar, ao revelarem problemas ao fim de poucos meses de utilização.

O Makalu 67 não é dos ratos mais baratos, estando actualmente disponível por 59.99 euros na Amazon Espanha, mas não deixa de ficar no patamar aceitável para um rato neste segmento. E tornar-se-á ainda mais atractivo se o conseguirmos apanhar numa promoção que reduza esse preço um pouco.

Mountain Makalu 67
Escaldante
Prós
  • Cabo do rato ultra flexível
  • Design visual
  • Qualidade de construção e apresentação

Contras
  • Não adequado para mão esquerda
  • Preço

Mountain Makalu 67

Escaldante (5/5)

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]