2021/07/19

iPhone 13 poderá ter ecrã always-on

Além da capacidade dos 120Hz, o ecrã dos novos iPhone 13 Pro poderá ganhar uma capacidade vinda do Apple Watch: mostrar informação de forma contínua mesmo com o iPhone em stand-by.

A Apple vai recorrer a ecrãs com tecnologia idêntica à que já é usada nos ecrãs do Apple Watch, que não só lhe dão a capacidade de poder ajustar a frequência em função das necessidades, podendo funcionar a 120Hz para apresentar conteúdos fluidos, como também podem funcionar a apenas 1Hz para redução de consumo quando apresentam conteúdo estático. É esta capacidade que se torna apetecível para o modo "always-on", permitindo que o ecrã continue a apresentar informação mesmo quando se tem o iPhone em stand-by, sem que isso tenha um peso demasiado penalizador na autonomia. Aliás, a par do novo CPU e modem 5G, espera-se que o iPhone 13 chegue com autonomia melhorada face aos iPhones actuais, apesar do ecrã de 120Hz.

Não é coisa em que os utilizadores pensem ao utilizar os seus smartphones mas, o ecrã de um iPhone 12 Pro Max tem uma resolução de 1284x2778 pixeis. Actualizar o ecrã a uma frequência de 60 frames por segundo representa transferir algo como 1284 x 2788 x 3 bytes (R,G,B) x 60 (vezes por segundo), o que resulta em mais de 600 MB/s (!) que têm que ser transferidos continuamente. Duplicando a frequência para os 120 Hz, estamos a falar de mais de 1.2 GB/s que têm que ser transferidos continuamente para o ecrã - mas que, tirando partido da frequência variável, podem ser reduzidos para apenas 10 MB/s - uma fracção insignificante face aos valores anteriores.

Muitos smartphones Android com ecrãs OLED já disponibilizam há muito a capacidade de apresentação "always-on", pelo que, outro aspecto onde a Apple poderia diferenciar-se, seria aplicar ao modo always-on do iPhone o mesmo tipo de mini-widgets configuráveis (as chamadas "complicações") que existem no Apple Watch. No entanto, se fosse esse o caso, seguramente já teriam sido descobertas referências a isso nas versões beta do iOS 15. É provável que por agora a Apple opte por uma coisa mais simples, e depois potencialmente venha a evoluir nesse sentido nos iOS seguintes.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]