2021/08/15

Google com tabela periódica interactiva

Explorar os átomos e os elementos torna-se ainda mais fácil com o novo mini-site da Google dedicado à tabela periódica.

A tabela periódica pode ser sinónimo de "terror" para uns, mas é também um mapa fascinante para outros, que a vêem como uma forma de melhor compreender os blocos fundamentais usados por toda a matéria conhecida. Do simples hidrogénio, o elemento mais comum do universo, com apenas um protão e um electrão, ao ultra-exótico oganesson com 118 protões e 118 electrões, e do qual apenas se terão sintetizado apenas cinco ou seis átomos, há muito por explorar neste tabela periódica interactiva da Google.
Embora possa passar despercebido, a representação dos átomos é interactiva, permitindo que façam zoom e rodem o átomo para ficar com uma melhor ideia da sua estrutura.

Alguns dos elementos também têm curiosidades associadas, como o Antimónio ter sido utilizado para pintar os olhos no antigo Egipto; ou o Tálio ter sido usado como veneno num dos mistérios de Agatha Christie.

3 comentários:

  1. Excelente. Obrigado pela sugestão. 👍👍

    ResponderEliminar
  2. Mas os eletrões nas orbitais mais afastadas não é suposto andarem mais devagar que os eletrões nas orbitais mais pequenas? pelo menos nos planetas é assim :P

    ResponderEliminar
  3. Caro Miguel,

    É precisamente como diz. No modelo de Bohr, a velocidade do electrão é inversamente proporcional ao número quântico principal “n” e, portanto, é uma função decrescente do raio da órbita, como você intuiu.

    ResponderEliminar

[pub]