2021/08/28

Toyota diz que condução autónoma não está pronta - após acidente na Aldeia Olímpica de Tóquio

A Toyota suspendeu os seus mini-autocarros autónomos e-Palette após um acidente com um atleta invisual na Aldeia Olímpica de Tóquio, usando isso para dizer que a tecnologia não está pronta para circular em estradas públicas.

Os e-Palette são pequenos módulos de transporte autónomos, que percorrem apenas percursos bem delineados e que estavam a ser usados para transportar os atletas dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Um dos veículos chocou a baixa velocidade com um atleta invisual, que não sofreu ferimentos graves. Ainda assim, a Toyota optou por suspender o serviço, e a aproveitar o caso para dizer que é por coisas destas que a tecnologia de condução autónoma ainda não deverá ser utilizada nas estradas públicas.

A parte curiosa é que temos a Toyota a culpar o sistema autónomo, quando na altura do acidente o veículo estava a ser controlado manualmente por um condutor humano.

Este não é o primeiro caso de veículos autónomos a sofrerem acidentes quando estão a ser controlados pelos condutores, mas neste caso torna-se inadequado estar a apregoar que uma tecnologia não está pronta usando como exemplo um caso que demonstra que é mais perigoso ter um humano a controlar um veículo. Embora até se possa concordar que a tecnologia de condução completamente autónoma não está ainda pronta para uso generalizado, pelo menos seria conveniente usar uma justificação válida. É que quanto a este caso em concreto, o que se poderá dizer é que o maior perigo dos carros eléctricos não é a condução autónoma, mas sim o facto de serem tão silenciosos que dificultam a sua percepção pelos peões.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]